Taxa de inadimplência registra alta de 4,25% no primeiro semestre

A inadimplência do consumidor acumula alta de 4,25% no primeiro semestre do ano, ante o mesmo período de 2010. Em junho, registrou elevação de 6,9% na comparação anual, segundo dados divulgados ontem pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). Foi o quinto aumento seguido.
Os dados são “um indicativo de que a crescente alta de juros combinada com inflação mais forte vem contribuindo, mês a mês, com um cenário de inadimplência do consumidor”, afirmou o economista e presidente da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), Roque Pellizzaro Junior.
O dirigente disse ainda que o comportamento da inadimplência tem mostrado uma tendência de elevação, ainda que mais moderada, para os próximos meses. “Essa é uma tendência que preocupa, pois reflete um quadro de juros altos com demanda reprimida das classes mais baixas, que estão se comprometendo com gastos além da sua capacidade de pagamento”, avaliou Pellizzaro Junior.

Mais vendas

Em relação às consultas no SPC Brasil, que refletem em certa medida o nível de atividade no varejo, junho apresentou alta de 8,66% ante igual mês de 2010, a terceira elevação seguida na mesma base de comparação, “reforçando a tendência de otimismo nas vendas para o restante do ano””, disse o SPC em nota.
No semestre, o resultado acumulado das vendas a prazo e no crediário, principais elementos da consulta do SPC Brasil, já registra elevação de 5,05%, ante crescimento acumulado de 4,12% registrado até maio, o que indica a tendência de forte elevação da atividade.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email