Também temos um novo desembargador

Ao assumir o maior cargo da magistratura, o novo desembargador Lafayette Vieira saudou os presentes com um discurso enaltecedor da família. Agradeceu a Deus e aos pais de quem recebeu o dom da vida e a formação. Não esqueceu da esposa, dos filhos e netos. Assim como uma família, a sociedade vive com normas de conduta e como guardiã dessas normas e da família está a Justiça. Lafayette faz parte agora de um tribunal moderno e que busca acompanhar os anseios da sociedade. Ele deve ser mais um que quer ver a Justiça cada vez mais célere e mais próxima do cidadão.

Sem atenção

A tecnologia dos telefones que recebem e mandam e-mails é muito boa. No entanto, tem gente que não consegue se controlar e a todo instante fica olhando, e o pior, respondendo, em momentos impróprios. O presidente da Câmara Municipal de Manaus, Bôsco Saraiva, por exemplo, não desgrudou os olhos do telefone, durante a posse do novo desembargador Lafayette Vieira. Bôsco compôs a mesa dos trabalhos e por isso ficou exposto. Todo mundo comentava a falta de atenção dele com os discursos.

Voto feminino

Durante grande parte da História do Brasil, foi negado às mulheres os direitos políticos de votar e ser votada. Somente em 1932, durante o governo de Getúlio Vargas, as mulheres conquistaram o direito do voto e de se candidatar a cargos políticos. Os 81 anos do voto feminino serão comemorados numa sessão especial, hoje na Assembléia Legislativa. A proposta é da deputada Conceição Sampaio, ainda pelas comemorações do Dia da Mulher.

Artesãos

Com o objetivo de qualificar ainda mais e tirar da informalidade, cerca de 40 mil artesãos de todo o Estado, o deputado Tony Medeiros (PSL) quer ouvir em audiência pública os responsáveis pelo programa de Artesanato Amazonense. O programa é desenvolvido pela Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab). Ainda sem data, a audiência deverá atrair a atenção de toda a categoria.

Consumidor

Barcelos, Novo Airão e Rio Preto da Eva começaram os preparativos para viabilizarem as comissões de Defesa do Consumidor nas suas câmaras municipais. Representantes legislativos dos municípios se reuniram com o presidente da comissão da Assembléia Legislativa, deputado Marcos Rotta e discutiram a implantação desse importante instrumento do cidadão. De acordo com Rotta, a expectativa é de que as comissões iniciem suas atividades nestes municípios até o final de abril deste ano.

Procon

E por falar em consumidor ainda repercute com surpresa a queda do diretor presidente do Procon Amazonas, Guilherme Frederico. Talvez com a mudança o governo do Estado invista um pouco mais e leve o órgão para os municípios do interior. Esse, na verdade será um dos grandes desafios da nova superintendente Silvana de Miranda Correia que tomou posse no cargo na última quarta-feira (13).

Grande Porto

Durante inauguração do terminal de combustível da empresa Equador Log, em Itacoatiara, o governador em exercício, José Melo, disse que o município deve ser uma referência de grande porto no Amazonas. Melo justificou no fato de que a orla da cidade mantém volume de água compatível para receber grandes embarcações durante todo o ano. Isso coloca Itacoatiara como cidade prioritária no planejamento estratégico do Governo do Estado para atrair investidores na área de logística portuária.

Prorrogação

Pelo jeito agora a PEC que prorroga a Zona Franca de Manaus por mais 50 anos vai mesmo virar realidade. De acordo com o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) a comissão especial que analisará a proposta de prorrogação será criada na próxima quarta-feira (20). A garantia foi dada ao líder do Governo no Senado, pelo presidente da Câmara, Henrique Alves e pelo líder do PMDB na Casa Eduardo Cunha. A prorrogação foi uma promessa feita pela presidente Dilma há mais de um ano.

TCE cancela

No calor da discussão se o TCE deve ou não ficar monitorando as compras feitas pelos órgãos públicos, o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, conselheiro Josué Filho, suspendeu cautelarmente a licitação da Prefeitura de Coari para o fornecimento de fardamento escolar às escolas municipais. O relator concedeu um prazo de cinco dias à Comissão de Licitação do município para defesa. O despacho foi assinado no último dia 8/3 e comunicado na sessão de quarta-feira (13) do pleno.

TCE invalida

Por falar em medida cautelar, atendendo a três representações do procurador de Contas Ruy Marcelo, o conselheiro Lucio Albuquerque suspendeu e invalidou os processos seletivos dos municípios de Apuí (para contratação de 19 professores), de Novo Aripuanã (para professor, monitor, merendeira, vigia e motorista) e de Manicoré (de 399 professores). Lúcio encontrou diversas irregularidades, como insuficiência de publicidade, falta de critérios de pontuação, ausência de vagas para os portadores de necessidades especiais e antecedência mínima para o período de inscrição, entre outras.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email