Supermercado é condenado a pagar indenização por acidente

Loja comercial responde por acidentes que causem da­nos­­­ a clientes que estejam em seu interior. Com esse entendi­­men­to, o juiz da 4ª Vara Cível de Brasília, condenou o Carre­four a pagar indenização de R$ 15 mil por danos morais a um cliente que teve o dedo es­­­ma­­gado em um acidente no su­­permercado. Cabe recurso.

Além dessa indenização, o estabelecimento terá de restituir ao taxista acidentado R$ 750 a título de despesas médicas, mais R$ 5.000 referentes aos lucros cessantes.
Tanto os valores com despe­sas médicas quanto os lucros cessantes devem ser reajustados com juro de 1% ao mês, a partir da data da citação.

No entendimento do juiz, a decisão com relação ao supermercado deve-se à “responsabilidade civil atrelada à Teoria Objetiva da Culpa”. Dessa forma, o Carrefour de­ve a indenização por danos morais porque está obrigado a ocupar-se e preocupar-se com o bem-estar de seus clientes, quando lesados ou acidentados no interior de seu estabelecimento.

De acordo com os autos, o acidente com o taxista José Alber­­to de Souza Vieira aconteceu na Loja Brasília Sul, do Car­­refour. Quando funcionário do estabelecimento fazia o transporte de caixas de leite, o cliente tentou pegar uma das caixas. A plataforma de susten­­tação do equipamento soltou e atingiu o dedão do seu pé.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email