Suframa mantém calendário

Como forma de incentivar a atividade industrial com vistas a garantir a manutenção de empregos e a geração de renda, ao mesmo tempo que dá bases para que a economia regional e nacional seja fomentada não apenas no atual momento como também no período pós-crise ocasionada pela emergência de saúde pública devido à Covid-19, a Superintendência da Zona Franca de Manaus informa que a data prevista para a realização da 291ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa será o próximo dia 7 de maio, mantendo, assim, o calendário anunciado no primeiro encontro do colegiado, ocorrido em fevereiro. Será realizada por meio de videoconferência, que será transmitida para o público externo por link a ser informado tanto no site oficial da Suframa quanto por release à imprensa na semana do evento.  Para a realização do evento, no entanto, serão providenciadas diversas alterações, visando a promover um ambiente que garanta a segurança de todos os atores envolvidos, como membros da alta gestão da Autarquia, conselheiros representantes dos diversos órgãos e entidades que integram o CAS, servidores envolvidos na organização do encontro, membros da imprensa e a sociedade em geral. 

Números tristes

A Prefeitura de Manaus informou que 122 sepultamentos foram registrados nos cemitérios públicos da cidade, gerenciados pela Secretaria Municipal de Limpeza Urbana, na terça-feira (28). Nenhuma família optou pelo serviço gratuito de cremação que é oferecido pelo município desde o último fim de semana. Do total de óbitos, 34 aconteceram em casa e 15 têm como causa a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Além disso, 57 morreram por insuficiência ou síndrome respiratória ou parada cardiorrespiratória e outros 50 por outros motivos ou causas desconhecidas.

Eminências pardas

Os senadores Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PSD) voltaram ao centro do poder local, por vias transversas. Ambos são apontados como mentores dos atores que hoje se enfrentam no Estado, o governador Wilson Lima (PSC) e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Josué Neto (PRTB). Atribuem a Braga a mentoria intelectual do impeachment e a Aziz o contra-ataque. Eles negam.

Ensino à distância

O Conselho Nacional de Educação autorizou, em parecer, a oferta de atividades não presenciais em todas as etapas de ensino, desde a educação infantil até o ensino superior. A partir do ensino fundamental, tais atividades podem contar para cumprir a carga horária obrigatória. O parecer foi elaborado para orientar a educação do país em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), que levou à suspensão de aulas presenciais em todos os estados.      

Produtividade

Desde o último dia 19 de março, quando teve início o Plantão Extraordinário adotado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas em decorrência da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, até ontem, os magistrados do Tribunal de Justiça do Amazonas já proferiram 152 decisões em processos relativos à covid-19.

Flutuantes

A movimentação de pessoas nos flutuantes da orla de Manaus, foi apontada pela deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), como situação de risco de contágio pela covid-19. “Recebemos informações de aglomerações de pessoas nos flutuantes do Tarumã e de outras áreas fluviais no entorno da cidade, em potencial risco de contaminação”, denunciou a deputada, na sessão virtual de ontem.

CPI da saúde

Licenciado sem remuneração do mandato para coordenar o Hospital de Campanha da Prefeitura de Manaus desde o dia 15 deste mês, o deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) anunciou que apresentará um pedido de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito quando retomar suas atividades na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Em um vídeo publicado nas redes sociais nesta quarta-feira, 29 de abril, Ricardo Nicolau declarou que vai propor abertura de investigação, por meio de CPI, sobre o aumento de preços indiscriminado de produtos essenciais para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, como remédios, insumos e materiais hospitalares. 

Sem AFTOSA

A nova etapa da campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, inicia na próxima sexta-feira (01) e segue até o dia 30 de maio, em oito municípios do Estado. A campanha coordenada pelo Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas faz parte das ações de defesa sanitária, promovendo a erradicação da doença, de acordo com as diretrizes do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Maio amarelo

Neste ano, devido à pandemia de Covid-19, o movimento Maio Amarelo será feito exclusivamente pelas redes sociais. Essa foi uma determinação da coordenação nacional do evento e do Departamento Nacional de Trânsito, que foi acatada pelos órgãos estaduais de trânsito. No Amazonas a campanha será divulgada por meio da página oficial do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas no Facebook (www.facebook.com/DetranAmazonasOficial/).

Frases

“Ninguém espera milagre dele. O que espero é um avião cheio de remédios, de EPIs, instrumentos médicos.” Arthur Virgílio Neto (PSDB), prefeito de Manaus, sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de que é Messias, mas não faz milagres

“No momento vocês são os nossos super-heróis e, todos os dias, milhões de pessoas estão orando por vocês e suas famílias.” Adail Filho (PP), prefeito de Coari, em carta aberta aos profissionais de saúde

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email