Souza quer mais provas para reforçar denúncia

Autor das denúncias que transformaram em réus os 40 acusados de envolvimento com o mensalão, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, disse que vai buscar provas para reforçar as acusações feitas por ele durante as investigações. Ele negou ainda que, entre as testemunhas, pretenda ouvir o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Segundo o procurador-geral, o fato de o STF (Supremo Tribunal Federal) ter recebido as denúncias contra os acusados comprova que os fatos relatados por ele apresentavam elementos sobre a existência do mensalão.
“Evidentemente que o recebimento da denúncia é uma demonstração de que as informações lançadas no seu corpo representavam pelo menos para este ato processual elementos suficientes de convencimento”, disse Souza.
Em seguida, o procurador-geral afirmou que a preocupação do Ministério Público é reforçar os “dados probatórios que já constam dos autos relativamente a tudo que foi afirmado”. “Eu fiz a denúncia convencido das afirmações feitas”, disse o procurador-geral, após o encerramento de mais 30 horas de sessão do julgamento da denúncia.
Sem demonstrar irritação com as críticas que recebeu dos advogados e dos réus, Fernando Souza disse que eles perderam tempo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email