Sociedade eticamente responsável

Vem do Paraná um belo exemplo de como a sociedade pode se organizar para enfrentar problemas que afligem a população. No município de Maringá, a sociedade civil, através de lideranças e representações de instituições, se articulou e formou a SER Maringá – Sociedade Eticamente Responsável, uma organização sem fins econômicos e sem vinculação partidária, que tem por escopo promover a discussão e propor ações acerca desses problemas.
Vejamos como tudo começou. Várias lideranças da comunidade maringaense, demonstrando estarem preocupadas com o crescimento de comportamentos sociais inadequados, propuseram a criação de um projeto que buscasse valorizar a cidadania e a ética. Destacam-se, nestas discussões, as denúncias de corrupção no governo municipal de Maringá revelado no ano de 2000 através da imprensa. O episódio resultou na prisão de um secretário municipal e em tentativas do Ministério Público Estadual de reaver o montante desviado. Em função desta situação, em agosto de 2003, um grupo de lideranças se reuniu para discutir a indiferença da população frente aos escândalos de corrupção, a não fiscalização do poder público, a crescente violência no trânsito, a insegurança, a sonegação, a agressão ao meio ambiente, a ausência de civismo, dentre outros temas.
O objetivo era envolver pessoas e instituições num movimento que gerasse ações de combate à corrupção e à falta de ética. As discussões iniciais nas reuniões levaram o grupo a propor um trabalho de educação que possibilitasse à população a real compreensão do papel do tributo e a importância de cada cidadão fiscalizar a aplicação do dinheiro público. Pensou-se, então, em uma campanha educativa voltada ao processo de mudança comportamental, em especial, ações voltadas à ética e ao civismo. A conclusão foi de que a falta de amor à pátria e de uma formação ética e cidadã favorecem desde as pequenas transgressões até os grandes crimes do colarinho branco.
Frente a este diagnóstico iniciaram-se novas discussões para o desenvolvimento de trabalhos práticos que atingissem as escolas, os lares e a sociedade como um todo, além de trabalhos em comunidades carentes voltados à inclusão social – pois quem está excluído não exerce a sua cidadania. A seguir foram elencadas como linhas prioritárias de atuação a inclusão social, responsabilidade social, educação ambiental, educação para a cidadania, educação fiscal, educação para o trânsito, civismo, campanhas para o desenvolvimento cultural e mudança comportamental.
Lançada oficialmente no dia 27 de março de 2004, a SER tem como missão promover ações que proporcionem à sociedade a coesão social por meio da vivência da ética e da cidadania, objetivando diagnosticar carências diversas, em segmentos da sociedade maringaense, passíveis de ser melhoradas por meio de intervenções assistenciais instrumentais que tornem autossuficientes as pessoas destinatárias, além de apoiar ações que tenham por fim a educação para o consumo, a educação nas relações de trânsito e nas relações entre o Estado e a população; democratizar o acesso aos bens culturais e viabilizar a participação de segmentos carentes da sociedade em centros produtores e promotores da cultura, além de estimular e apoiar estudos e atividades em defesa e conservação do patrimônio público, histórico e artístico, bem como do meio ambiente natural e cultural, e o seu desenvolvimento sustentável; estimular e apoiar o voluntariado, além de estudos e atividades voltados à promoção do desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza; estimular e apoiar a defesa dos direitos individuais e coletivos, as ações com vistas à promoção da paz, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais, além de estimular e apoiar estudos e pesquisas, buscando o desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito às atividades aqui mencionadas e que promovam o desenvolvimento da sociedade.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email