O ser Humano foi feito para viver e conviver em sociedade! Os grupos sociais vão desde a família até as cidades onde moramos, sejam elas que tamanho tenham, qual a importância política ou mesmo o significado econômico que desfrutem em relação ao país ou mesmo ao mundo.

Manaus está completando seus 351 anos e a primeira coisa que devemos nos perguntar é: quantos são os manauaras que se consideram realmente parte deste grupo social chamado Manaus? Quantos sabem pelo menos até hoje, com a divulgação de sua festa, a sua idade ou mesmo sua história cheia de glórias e de fatos tão bonitos e importantes para a história de nosso país?

Vivemos em uma cidade que  já foi o Centro cultural brasileiro, onde pessoas de poder aquisitivo das metrópoles precisavam vir aqui em nossas florestas para assistir às Óperas de época no Teatro Amazonas que até hoje encanta a quem o conhece. Por sinal, poucos sabem que nosso teatro foi construído com o objetivo específico de apresentar óperas, vindo daí seu formato e sua logística de palco e camarotes.

Tivemos uma cidade que já foi a Meca Brasileira, onde os grandes Chefões da Borracha se davam ao luxo de mandar lavar suas roupas mais nobres na Europa, geralmente na França. Como cidade tivemos ícones como as pontes que hoje ficam no final da Av. sete de Setembro e a outra na Torquato Tapajós, no Parque dos Bilhares; estas pontes vieram da Inglaterra para serem montadas aqui em Manaus em locais que nem mesmo precisavam por uma questão de fluxo de pessoas ou veículos. Foi apenas uma questão de vaidade.

Hoje após estes três séculos e meio de vida, torna-se importantíssimo uma reflexão por parte do cidadão manauara sobre a situação de nossa cidade em relação ao que se faz para o bem da cidade e do cidadão que na mesma vive. Temos uma cidade que cresceu vertiginosamente e descontroladamente, provocando uma situação de caos completo em relação ao trânsito e ao fluxo de pessoas no deslocamento entre suas casas e trabalho. Tem o lado bom disso, o progresso, porém o lado negativo que é um padrão de vida prejudicado em vários sentidos.

De qualquer forma volto ao ponto principal deste texto: onde estão os manauaras na solução ou mesmo na exigência de tomadas de decisão para que estes problemas sejam solucionados? Dizer que não pode fazer nada é a fuga da maioria, porém estamos às vésperas de uma eleição municipal, principal instrumento popular de quem realmente quer mudar alguma coisa. 

Nossa cidade de Manaus merece a sua atenção por tudo que ela já representou na própria vida de nosso país e não podemos simplesmente deixar passar mais um aniversário desta guerreira, sem nada fazer. Vamos exigir do poder público que Manaus tenha o lugar que ela realmente merece, tanto a nível cultural como no potencial turístico que nos tem sido abafado por conta de uma visão retrógrada e protecionista de quem só consegue enxergar o Brasil da metade para baixo.

Manaus, aquela que fez parte de uma geração inteira que chegou mesmo a ter a capacidade de se tornar independente politicamente do brasil em um período conturbado de guerra mundial. Manaus, aquela que foi capaz de contribuir com nosso país para quitar dívidas que jamais foram ressarcidas pela união. Manaus, depois de mais de trezentos anos estás a clamar por um olhar mais humano e digno de tua sociedade, por um olhar de pessoas que dependem tanto de tí e não conseguiram até hoje te dar pelo menos a dignidade de considerar o status de cidadania.

Não podemos simplesmente nos debruçar em festas e elogios em um momento tão importante como este que estamos vivendo. Precisamos sim evocar os aspectos sociais e políticos que venham a ser capazes de transformar nossa cidade para um local cada vez melhor e mais aconchegante e, principalmente, mais amado como a capital do Amazonas, principalmente pelos amazonenses. Que façamos um grande aniversário de nossa cidade, não apenas com as festividades de cunho cronológico, porém de importância SOCIAL.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email