Site do Sebrae traz dicas sobre vários serviços financeiros

Empresários e futuros empreendedores de micro e pequenas empresas do setor de agronegócios já podem contar com informações do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) sobre acesso a linhas de crédito e demais produtos financeiros pela internet. Os produtores de flores são os primeiros a terem tais informações organizadas de forma simples e detalhadas de modo a atender suas necessidades e capacidade de pagamento.
Trata-se de um trabalho integrado de duas áreas do Sebrae Nacional, a de agronegócios e a de acesso a serviços financeiros. Os interessados que acessarem o endereço www.sebrae.com.br/setor/floricultura saberão quais são as linhas de crédito disponíveis, as taxas de juros das instituições financeiras e as opções de financiamento.
Essas orientações, sempre levando em conta as características de cada atividade do agronegócio, serão disponibilizadas gradativamente em outros 13 sites abrigados no portal. O trabalho integrado faz parte da estratégia da instituição de ampliar, com redução de custos, por meio da informação e da aproximação entre empresários e instituições financeiras, uma demanda qualificada por crédito. Entre os demais sites que terão esse reforço informativo estão os de produtos orgânicos, apicultura, agroenergia, aquicultura e pesca, café, fruticultura, carne e leite.

Sites setoriais

Desde o início do ano, o Sebrae Nacional vem disponibilizando ao seu público na web, páginas específicas sobre os mais variados setores produtivos. No total, são 27 sites setoriais que reúnem informações de mercado, projetos apoiados, orientações para abertura de negócios e gestão, além de links para sites de parceiros e páginas relacionadas.
De acordo com João Augusto Pérsico, analista da unidade de acesso a serviços financeiros do Sebrae Nacional, os conteúdos disponibilizados vão informar os pequenos empresários sobre os caminhos que devem ser seguidos pelos candidatos a recursos disponíveis nos agentes públicos e privados para projetos de investimento.
Para a mandiocultura, por exemplo, existem dezenas de linhas de financiamento de várias instituições financeiras, que servem tanto para as etapas produtivas quanto para as comerciais do negócio. Desta forma, o interessado pode escolher os financiamentos de acordo com suas necessidades, que podem ser de custeio, de investimento em máquinas, de novos equipamentos, de construção, de desenvolvimento tecnológico ou de exportação.
“Por meio dos sites setoriais, os empreendedores vão poder consultar as linhas específicas para os seus negócios, comparar taxas, conhecer prazos, carências e outras condições, que poderão subsidiá-los na conquista por melhores condições de trabalho”, disse Pérsico. Para acessar os sites setoriais, basta entrar no portal da instituição, selecionar o segmento de interesse na aba Setores e clicar em Acesse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email