Sistema inútil de saúde pública

A inutilidade do modelo de sistema de saúde instalado no país é uma triste e infame realidade, que de forma covarde penaliza a população brasileira, privando-a desde a falta de respeito, até o péssimo atendimento ao público, quando esse atendimento é feito. Os governos pouco ou nada fazem para mudar essa triste realidade, que apesar de funcionar e ser exemplo de sistema público de saúde na teoria, e na visão dos especialistas no exterior, deixa muito a desejar quando a realidade da população necessita de um atendimento.

É necessária a reformulação para um modelo que atenda a real necessidade da população brasileira, e que aqueles que representam a população brasileira, nos mais diversos cargos eletivos, devido à tradição brasileira por já se tornarem políticos profissionais, ou seja, sendo reeleitos em praticamente todas as campanhas eleitorais que se sucedem, prometendo de forma exaustiva sempre no cabeçalho de seus planos de governo, melhorias na saúde e na educação, que sejam comovidos com o eterno sofrimento do povo brasileiro, que ao procurarem esse sistema falho e corroído pela corrupção, não recebem o devido tratamento que merecem, já que os recursos existem e são oriundos dos inúmeros impostos que pagamos.

A população deve levantar essa bandeira, e começar a exigir dos poderes públicos ações imediatas, na reformulação do sistema público de saúde o mais rápido possível, assim como fazem quando as passagens dos transportes coletivos aumentam. É lamentável que instituições de grande importância e valia hoje, como as instituições especializadas no tratamento do câncer ainda são constantemente penalizadas com a falta de recursos, devido a uma burocracia inútil, ocasionada principalmente pela falha do tipo de repasse dos recursos do sistema de saúde adotado.

O governo federal deveria mudar, através de decreto, a forma de repasse dos recursos para as instituições que fazem atendimento dessa natureza, ou seja, direciona-los diretamente as instituições, diferentemente de como são hoje enviados os recursos, preferencialmente direcionados para Estados e Prefeituras. Com isso as instituições poderiam expandir seus atendimentos com a devida fiscalização do poder central.

Uma coisa é certa: algo deve ser feito, e a população deve se manifestar nas ruas, e principalmente nos parlamentos e na hora do voto, exigindo a mudança real desse sistema inútil de saúde pública que somos obrigados a engolir hoje.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email