Sistema diminui impactos da crise aérea

O advogado Carlos Alberto Alvaro de Oliveira é um exemplo de profissional que se beneficiou dos novos meios de comunicação como forma de não afetar o andamento de seus afazeres. Tendo recentemente viajado à Roma, na Itália, o advogado usou pela internet o sistema Ajur (Assistente Jurídico) para administrar processos, de causas que defende, durante os períodos de espera nos aeroportos.
“Durante minha viagem à Roma, onde conclui meu pós-doutorado, pude manter controle de meu escritório e andamento dos processos através do Ajur. Aliás, quando estou em São Paulo ou Brasília, todo dia pela manhã verifico as pendências de minha equipe e determino diligências através desse sistema, seja no meu laptop, seja através do computador do hotel”, contou Oliveira.

O software garante que o advogado não interrompa o andamento de seus processos mesmo distante do cliente, podendo gerenciar todos os encaminhamentos ao Fórum ou ao Tribunal de Justiça da respectiva comarca na qual atua.
Segundo Michel Aveline, um dos diretores do Ajur, “o software foi desenvolvido para possibilitar ao advogado acesso seguro ao seu ambiente de trabalho de onde ele estiver, seja em seu escritório, em casa, em viagens ou de qualquer outro local no mundo que disponibilize acesso à internet”.
Ao mesmo tempo, o sistema favorece o próprio cliente, que tem como acompanhar os passos do que está sendo feito em seu processo por meio de acesso ao site com uma senha fornecida pelo seu advogado.
Michel garantiu que o software, além do gerenciamento via web (tal como os programas utilizados por bancos ou provedores de e-mail), é uma ferramenta segura e de fácil operacionalização.

Segundo ele, o sistema de segurança proporciona tranquilidade para que o profissional execute seu trabalho sem correr risco de invasões ou vazamento de informações jurídicas. “Nossa opção”, contou Aveline, “foi por um data center localizado no Brasil, que, apesar de representarem um custo 250% maior do que um servidor não-dedicado e localizado nos Estados Unidos, podemos, assim, dar prevalência à segurança e ao sigilo dos dados”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email