Sistema digitalizado do Brasil é único, afirma ministro das Comunicações

O sistema de TV digital brasileiro está sendo promovido em toda América do Sul, informou ontem o ministro das Comunicações, Hélio Costa. Segundo ele, uma equipe japonesa que fez parte dos estudos do projeto brasileiro esteve ontem na Argentina e estará na próxima semana no Chile e em outros países para mostrar o padrão nipo-brasileiro. Não vão mostrar o padrão japonês, mas vão mostrar o padrão que nós criamos aqui no Brasil, avisa o ministro.
Durante cerimônia de abertura do Congresso de Tecnologia de Rádio e Televisão, realizado pela Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), Hélio Costa afirmou que foi feita uma discussão pública ampla e que as mais importantes instituições de pesquisa do país foram convidadas para participar, discutir e estudar o procedimento técnico que o governo deveria adotar no Brasil.
“Nós pegamos o melhor de cada sistema. Nós pegamos o melhor sistema de modulação que é do sistema japonês. Nós pegamos a compressão de vídeo do sistema europeu, que é o melhor. Nós pegamos a compressão de áudio do sistema americano. Fizemos na verdade o sistema brasileiro de TV Digital”, disse o ministro.
A partir de 2 de dezembro as emissoras sediadas em São Paulo começam as transmissões com sinal digital. “Em janeiro ou fevereiro do ano que vem, queremos estar no Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. Até junho, em todas capitais e, em dezembro, nós chegamos praticamente em todas as cidades maiores”, enfatizou. Segundo o ministro, a partir de 2008, provavelmente poderão entrar no sistema digital todas as demais cidades que estiverem em condição.
De acordo com Hélio Costa, R$ 67 milhões foram liberados pelo CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações) para implantação da TV digital no Brasil e a única restrição feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi em relação ao alcance.
Para o presidente, a TV digital do Brasil não podia ser uma TV elitista. Tinha que ser uma TV capaz de chegar a todos os receptores hoje existentes em todo território nacional de forma aberta e livre de custos, afirmou Costa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email