SINE – Mutirão atenderá candidatos a seguro-desemprego

O número de trabalhadores interessados em dar entrada no Seguro Desemprego no mês de janeiro é intenso. Somente em dezembro do ano passado 2.480 demissões foram homologadas no Sindmetal-AM (Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas). Para acelerar os atendimentos, o Sine Amazonas realiza um mutirão nesta sexta-feira (11), a partir das 8 da manhã, na avenida Joaquim Nabuco, 878 – Centro.
De acordo com o secretário executivo da Setrab (Secretaria de Estado do Trabalho), Paulo Mendonça Junior, o dia será dedicado aos esclarecimentos e solicitações do seguro. “A meta é reduzir as ocorrências nos PACs (Postos do Pronto Atendimento ao Cidadão) da capital e centralizar os processos”, explica o representante. Os atendimentos para outros assuntos retomam na segunda-feira (14).
Em 2012, a Caixa Econômica Federal liberou R$ 518,8 milhões para atender os segurados no Amazonas. No total, 718,0 mil benefícios do programa foram distribuídos para 76,2 mil trabalhadores. O valor é 36,3% maior do que o de 2011, quando foram desembolsados R$ 380,5 milhões.
Segundo o titular da Setrab, a expectativa era que o número de pedidos de seguro-desemprego sofresse uma queda em 2012 quando comparado ao ano anterior. O que não ocorreu. “A crise enfrentada pelo setor industriário no Pólo de Manaus influenciou diretamente no aumento de desempregados no Estado”, aponta Mendonça Junior.
Para 2013, o dirigente almeja uma melhora no quadro. “O ano antecede a chegada da Copa do Mundo, que também passará pelo Amazonas. Se o Estado conseguir estagnar as demissões, já estaremos com saldo positivo”, diz.
O superintendente regional do Trabalho (SRTE), Dermilson Chagas, não é tão otimista e já fala sobre um possível aumento de segurados para este ano. “A falta de crédito e a concorrência interestadual e internacional são problemas que influenciam na produção da indústria e na geração de empregos”, comenta.
Durante o mutirão, Mendonça garante que todos os trabalhadores serão atendidos até o fim do dia. E, no caso de a procura ser maior do que a esperada, afirma que uma nova data poderá ser marcada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email