Sindicato cobra prioridade para jornalistas na vacinação

O Sindicato dos Jornalistas do Amazonas solicita prioridade na vacinação contra a Covid-19 para os profissionais que atuam na linha de frente na cobertura do maior colapso na saúde da capital amazonense. O presidente do sindicato, Wilson Reis, encaminhou ofício à Prefeitura de Manaus e Governo do Estado, solicitando prioridade na vacinação dos jornalistas.

“O vírus segue fazendo vítimas, incluindo profissionais da comunicação. Os jornalistas estão na linha de frente informando a população sobre a situação de crise no sistema público e privado de Saúde na cidade de Manaus e no Amazonas, provocada pela Covid-19. São pautas diárias em que os profissionais buscam informações diretamente nos hospitais, Unidades Básicas de Saúde, locais de circulação do coronavírus e de alto potencial de contaminação”, afirmou o presidente no documento.

No Amazonas, os profissionais atuam incessantemente, principalmente após a crise causada pela falta de oxigênio nos hospitais públicos e privados com a missão de levar, diariamente, informações corretas e precisas à população.

“Para que essa missão seja efetivada, os jornalistas colocam suas vidas em risco nas equipes de reportagens de rua, em locais de aglomerações, ficando expostos ao vírus e, inclusive em locais inapropriados em algumas empresas. Portanto, diante da grave situação, com casos inclusive de mortes de profissionais, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas – SJP/AM, em nome dos jornalistas que representa e demais comunicadores amazonenses, solicitou à Prefeitura e Governo que a categoria seja incluída na lista de prioridades, ao lado dos profissionais de saúde e outros, inserida no Plano de Imunização de vacinação contra a Covid-19.”, explicou o presidente, jornalista Wilson Reis.

Fake News geram dano social

“Somado a crise na Saúde Pública provocada pela Covid-19, o país vive outra situação: a disseminação de informações falsas (Fake News), veiculadas nas mídias sociais por pessoas que pregam a desinformação e com interesses escusos, contribuindo para o agravamento do quadro da crise sanitária no Brasil. Diante deste contexto, entendemos que, a atividade jornalística ao ser reconhecida como essencial à sociedade pelo Decreto Federal 10.288, de 22 de março de 2020, desempenha ação importante nesta pandemia”, disse o presidente SJP/AM.

Wilson Reis avalia que a informação correta, assim como a precisa atuação dos profissionais da Saúde, estão ajudando todos os dias a salvar vidas de brasileiros (as).Casa CivilO governo do AM por meio da Casa Civil informou ao SJP/AM, ainda nesta segunda, 18/11, que recebeu o documento e encaminhou à gerência de protocolo, para conhecimento e as devidas providências. O Sindicato aguarda retorno da Prefeitura de Manaus.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email