27 de janeiro de 2022

SiDi, unidade Manaus, vai desenvolver soluções inovadoras

Presente em Campinas (SP) e Recife (PE), no final de 2021, foi a vez do Instituto SiDi iniciar operação em Manaus (AM), após ter o credenciamento no Comitê de Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (CAPDA/SUFRAMA) aprovado em novembro. Isso significa que o instituto está apto a utilizar os recursos referentes à Lei de Informática. Assim, o SiDi direciona a atuação para as empresas industriais instaladas na Amazônia Ocidental (Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia) e Amapá.

De acordo com Carlos Henrique Fonseca (foto), gerente-executivo do SiDi Manaus, a ideia de criar a unidade na capital amazonense surgiu a partir do Planejamento Estratégico do SiDi 2025. “Consideramos a variedade de empresas na região Norte e o feedback de clientes e parceiros de vários setores (Elétrico, Tecnologia da Informação, Automotivo e Telecom), que apontaram a necessidade de desenvolver projetos que tenham abrangência na Amazônia Ocidental. Isso porque notamos que empresas de diversos setores instaladas na região Amazônica demandam soluções cada vez mais inteligentes e inovadoras. E nós atuamos exatamente nisso, desenvolvendo projetos que envolvem desafios tecnológicos nas áreas de Segurança Cibernética, Inteligência Artificial (IA), Visão Computacional e Internet das Coisas (IoT)”, ressalta.

A verdade é que a indústria brasileira já vinha mal das pernas bem antes da chegada da pandemia da COVID-19. Pouco investimento no setor e dificuldade de acompanhar o crescimento industrial de outros países tornam nossas indústrias frágeis e tímidas diante de um cenário altamente competitivo. Com os parques industriais com instalações/processos defasados e ainda engatinhando para a aplicação dos conceitos da indústria 4.0 é importante que os institutos de pesquisa possam mitigar essa problemática, desenvolvendo projetos em P&D, pesquisa e soluções tecnológicas que contribuam para mudar essa triste realidade. 

E para o SiDi contribuir nessa empreitada o instituto está com vagas de emprego abertas. As oportunidades se destinam à área de Desenvolvimento de Projetos (gerentes de projeto, desenvolvedores, cientistas de dados, testers, analistas etc.) e à área de Administração (RH, Financeiro, Compras, TI etc.). Em termos de qualificações profissionais, a maioria das vagas oferecidas será para pessoas com formação em Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou áreas afins. Dependendo do perfil da vaga, os requisitos podem incluir também conhecimento de uma (ou várias) linguagem de programação ou ferramentas específicas. Também é importante ter conhecimentos de inglês. Os interessados podem se candidatar na página (https://sidi.gupy.io/).

Empreendedores desenvolvem luminária sustentável inspirados no arroz asiático

A inovação é algo que exige muita criatividade! E de onde vem tanta inspiração? Bom, ela pode surgir de várias formas e até do “arroz asiático”! Isso mesmo, um grupo de empreendedores italianos criou uma luminária totalmente sustentável inspirados no enigmático chapéu dos agricultores asiáticos. A luminária foi batizada de Puddy e feita com partículas moídas de madeiras e bioplástico. A peça não utiliza parafusos e não tem cortes. Para produzir, o estúdio ZM Design Lab usa uma impressora 3D. O lançamento do produto está previsto para o mês de abril. 

Maior casa do planeta vai a leilão com 60% de desconto 

Se você começou o ano pensando em comprar uma casa, talvez essa seja a oportunidade. Uma casa em Los Angeles, construída pelo produtor de cinema Nile Niami, está à venda por US$ 295 milhões, 60% abaixo dos US$ 500 milhões, valor estimado do imóvel. A mega mansão possui 9.200 metros quadrados e conta com cinema para 30 lugares, pista de boliche, spa, boate, dentre outras extravagâncias. Se isso não bastasse, a casa tem 21 quartos, 42 banheiros e, pasme, 5 piscinas! A propriedade nunca foi habitada e a dificuldade na venda está relacionada ao excesso de personalização, o que acaba diminuindo o tamanho do mercado. Então, o negócio é aproveitar o desconto! 

KFC começa a vender frango vegetal nos EUA

A partir da segunda-feira (10), a famosa rede de fast food Kentucky Fried Chicken, mais conhecida como KFC e quarta maior cadeia de fast-food do planeta, disponibilizará aos consumidores frango vegetal frito em todos os seus restaurantes nos EUA. A companhia vinha testando a iguaria desde 2019 com a Beyond Meat, empresa especializada em carne vegetal. A parceria deu certo e os veganos, vegetarianos ou curiosos agradecem. 

As carnes plant-based (à base de plantas) integram um mercado que não para de crescer. Só em 2020, o setor faturou nada menos que US$ 5,6 bilhões globalmente. A previsão de crescimento anual é de 15% até 2027, batendo a marca de US$ 14,9 milhões. Nada mal, né?

RÁPIDAS & BOAS 

A Universidade Nilton Lins está oferecendo cursos de férias com valores a partir de R$ 20. As inscrições abertas até segunda-feira (10) são para o curso “Logística de Centro de Distribuição para Gestores”. Na quarta (12), tem início a oficina “Anatomia Veterinária” e na sexta (14) acontece o curso “Entrei na Universidade. E Agora?”, voltado para estudantes que estão iniciando neste semestre seus estudos em cursos superiores. Outras informações no endereço digital (www.cursosextensao.niltonlins.br/Cursos/).

*****************************

Até o sábado (15) estão abertas as inscrições para o curso Kalman and Particle Filters: Fundamentals, Algorithms and Applications, da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp). O curso é gratuito, virtual e faz parte do Programa de Verão da FGV EMAp. As inscrições podem ser feitas pela internet (https://emap.fgv.br/programa-de-verao). 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email