4 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Shoppings otimistas para as vendas no segundo semestre

Com a expectativa de mais uma data com forte apelo comercial, os shoppings centers esperam turbinar o faturamento e aumentar o volume de vendas com o Dia dos Namorados deste ano sobre o mesmo período de 2021. A projeção está na pesquisa divulgada pela Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) ao indicar aumento de 20%, movimentando cerca de R$ 4,2 bilhões durante os dias 6 e 12 de junho. 

Entender as perspectivas do setor em relação à comercialização, fluxo de visitantes, ticket médio, entre outros indicadores para a data, estão entre objetos do levantamento com os empreendedores entre os dias 25 e 31 de maio de 2022.

A estimativa ainda prevê faturamento de 8% em comparação a celebração da data de 2019. Sendo assim, 95% dos entrevistados estão animados e esperam resultados positivos. As vendas em relação ao ano pré-pandemia é de 67%. 

Para o presidente da Abrasce, Glauco Humai, mesmo diante do cenário macroeconômico atual, os shoppings já constatam a melhoria contínua de vendas e de fluxo de frequentadores, termômetros que reforçam a expectativa de bons resultados para a data. “Os consumidores querem voltar a comprar presencialmente os presentes para o Dia dos Namorados e também consumir serviços que estão disponíveis nos shoppings. Os números de vendas mais recentes do setor trazem maior segurança nesse momento de retomada e o aumento na circulação de frequentadores tem trazido um impacto significativo para os shoppings, por isso o setor acredita que a data terá um bom desempenho de vendas”, afirma o executivo.

Luis Augusto Ildefonso, diretor institucional da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), comentou que a data  deve movimentar R$ 18 bilhões, levando 92 milhões de consumidores às compras.  “As vendas devem crescer 15% este ano. Os shoppings para atrair clientes e superar as dificuldades do momento econômico estão promovendo sorteios e concursos, enquanto os lojistas apostam em promoções para atrair seus clientes. As vendas nos shoppings devem atingir R$ 4 bilhões. O tíquete médio deve ficar próximo de R$ 200”. 

Segundo ele, os segmentos de lojas que se destacam nessa época são: moda masculina e feminina, moda íntima e praia, calçados, joias e bijuterias, perfumes e produtos de beleza, games e tecnologia e restaurantes e barzinhos

Na perspectiva da Abrasce o ticket médio deve ser superior a R$214. Espera-se, portanto, um aumento de 5,4% em relação ao valor médio das vendas registradas no mesmo período de 2021, que foi de R$ 203.

Entre os produtos que mais devem ser comercializados, estão: perfumaria e cosméticos (95%), joalheria (80%) e vestuário (79%), que devem ser os mais comprados pelos homens; já o público feminino deve buscar itens de vestuário (95%), artigos esportivos (68%) e calçados (68%).

O estudo também apontou que o fluxo de visitantes deve aumentar. Para 75% dos respondentes disseram que o número será igual ou maior que em 2019, ou seja, em relação ao período pré-pandemia. Para os que esperam um aumento do fluxo, o incremento será de 14%, em média.

O presidente da Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping), Thiago Pinto, concorda que o setor deva alcançar o percentual informado na pesquisa, muito embora lembre que há uma inflação no meio do caminho, o que de repente pode ser um impasse técnico de decréscimo nas vendas. 

Na opinião dele, a tendência é de incremento sim quando comparado a 2019. “Aqui em Manaus essa previsão de 20% não é ruim e não está fora da realidade. Logicamente, que é uma média. O setor vem reagindo para muitos, mas abaixo do que precisaria para recompor a inflação. 

Ações

Para o Dia dos Namorados de 2022, os investimentos dos shoppings estarão concentrados nas tradicionais campanhas promocionais: Sorteio (30%), Compre e Ganhe (21%) e Ganhe e Concorra (16%).  Entre os prêmios mais citados estão os relacionados a experiências a dois, como: vale viagens e vale jantares. Já para as promoções que envolvem distribuição de brindes, as principais categorias mencionadas são: chocolates e doces; bebidas alcoólicas, como vinho e champanhe; além de perfumes e cosméticos.

Balanço

No resultado do Dia dos Namorados de 2021 os centros de compras confirmaram a recuperação do setor. De acordo com o ICVA (Índice Cielo de Varejo Ampliado), na semana do Dia dos Namorados (6 a 12 de junho), o setor registrou vendas de R$ 3,5 bilhões, aumento de 134,4% em relação ao mesmo período do ano passado. É importante lembrar que na mesma data comemorativa de 2020 aproximadamente 30% dos shoppings estavam fechados em cumprimento a decretos municipais e estaduais por conta da pandemia de Covid-19. O resultado positivo deste ano representou uma injeção de R$ 2 bilhões na economia em relação à data comemorativa de 2020.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email