Shoppings com boas expectativas para o Dia dos Namorados

Num ano em que as flexibilizações foram aliadas de diversos segmentos, as datas comemorativas ampliam o otimismo dos shopping centers da capital que se preparam para mais uma data de movimentação. Com forte comercial, o Dia dos Namorados deste ano é tido como oportunidade para o crescimento nas vendas. Não à toa que a Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) prevê para o período um incremento nas vendas de 52%.

A pesquisa que leva em consideração a expectativa dos associados do segmento considera que no ano passado 69% dos shoppings estavam abertos, com resultado registrado de  -73,9% em relação ao ano anterior (2019). 

Este aumento de 52% representa uma injeção de R$ 780 milhões na semana que antecede a data. Quando comparado à 2019, a expectativa é de uma redução de 23% nas vendas.

Em relação ao ticket médio, a expectativa é de R$ 230. Em comparação com o ano anterior, cujo resultado registrado foi de R$ 196, o crescimento esperado é de 17,3%. 

O presidente da Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping), André Gesta, concorda que o setor no Amazonas deva seguir essa tendência, embora em índices menores. “Vai depender do segmento. Ano passado algumas operações retomaram dia 1 de junho, e outras, ainda estavam fechadas, atendendo apenas via delivery. A gente espera destes segmentos que já estavam ativos alta de 20%”. Ele diz que a percepção tem base comparativa em igual período de 2019, ou seja, uma porcentagem mais real de até 10%. 

De acordo com a pesquisa da Abrasce,a motivação das vendas devem levar os mals oferecer outros canais de vendas. O delivery, por exemplo (82%)*, drive-thru (75%), marketplace/vendas online (63%) e lockers (21%)*. Além disso, 79% dos shoppings realizarão promoções para o uso desses canais como: sorteios (44%) e compre e ganhe (16%). 

Ainda de acordo com o levantamento, a expectativa é que as seguintes categorias de presentes sejam destaques nas vendas na data comemorativa de 2021-  presentes femininos, perfumaria e cosméticos, seguido de chocolates, doces e jóias.  Para os homens os artigos esportivos seguido de relógios, acessórios e vestuário.

Outros números 

Pesquisa de intenção de compras realizada pela CDL-Manaus, aponta estimativa de 3,1% nas vendas com recita bruta de R$ 49,6 milhões, número comparado a 2019 em nível pré-pandemia.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email