15 de abril de 2021
Conforme informações do IBGE, os sete ramos que tiveram maior participação no crescimento de 4,5% da indústria amazonense

Conforme informações do IBGE, os sete ramos que tiveram maior participação no crescimento de 4,5% da indústria amazonense foram edição e impressão (78,9%), outros equipamentos de transporte (18,4%), alimentos e bebidas (12,3%) e máquinas e equipamentos (40,2%).
Em contrapartida, o setor de material eletrônico e equipamentos de comunicações teve influência negativa sobre o índice de desempenho industrial do ano passado, apresentando decréscimo de 17,5%. A queda foi impulsionada pelo recuo na produção de celulares e aparelhos de televisão.
O presidente da Aficam (Associação das Empresas Industriais e de Serviços do Pólo Industrial do Estado do Amazonas), Antônio Carlos Lima, fez questão de frisar que a retração na fabricação de televisores se restringe aos modelos convencionais com cinescópio e de plasma. “Diferente das TVs com tubos catódicos e com tecnologia de plasma, a produção de televisão de LCD teve alta”, disse.
A informação é confirmada pelos dados dos indicadores do pólo, que aponta queda de 18,42% na produção das televisões tradicionais e de 0,95% dos televisores de plasma.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email