15 de abril de 2021

Setor pesqueiro do AM recebe aporte de R$ 1,5 milhão

A liberação de recurso por meio de emendas voltadas para a pesca e aquicultura  na ordem de R$1,5 milhão, anunciada pelo Governo do Estado traz um novo horizonte para a categoria e chega num momento em que representantes pleiteiam melhorias para o segmento e ressaltam que além de favorecer a atividade, o investimento reforça o potencial da atividade no Amazonas. 

O investimento, será traduzido em dias melhores para mais de 120 mil pescadores que vivem da pesca no Estado do Amazonas. Para o  presidente do Sindpesca do município de Manaquiri, Joceni Oliveira, é um sinal muito positivo, destacando que o  governador Wilson Lima sempre se posicionou a favor do Setor Primário, a julgar  as diversas medidas tomadas para alavancar o setor.

“Esse valor é muito abaixo para as aplicações que precisamos, mas já nos ajuda nesse primeiro momento a dar passos mais seguros porque temos a certeza de que há uma preocupação por parte do poder público, em ver essa importante cadeia produtiva a se desprender de benefícios sociais, temos grande capacidade de produção, temos a natureza à nosso favor, grande volume de pescado e gente que gosta do que faz, sempre ficamos a espera de governantes que acreditassem na nossa força produtiva e que nos incentiva com medidas concretas, o anúncio do Governador de que vai realizar a estatística de Pesca no Estado, nos fazem sonhar e acreditar”.

Ele diz que hoje a diretoria da Fetape-AM (Federação dos Trabalhadores da Aquicultura e Pesca do Estado do Amazonas) representada através do presidente João Vieira da Silva, está centralizando metas na produção do pescado. “É importante dizer que nossos produtos são cobiçados pela gastronomia mundial, e é comum ver pratos com o Pirarucu sendo elaborados por chefs nacionais e internacionais, mas para que isso ocorra de forma que gere receita para quem de fato precisa ser valorizado, o Pescador Artesanal”. 

O representante sindical do município de Manaquiri salienta que é preciso pensar em estratégias de políticas públicas de valorização e não políticas assistenciais, e a preocupação hoje do corpo federativo é em conjunto com a Sepror, Sebrae, Embrapa  e até mesmo empresas privadas “que abrace a  nossa proposta de valorização dos povos das águas”. 

Embora celebre o direcionamento dos aportes ao segmento, Raimundo Braga, presidente da Fesinpeam (Federação dos Sindicatos de Pescadores do Estado do Amazonas) defende que a grande demanda do setor é a disponibilidade de  câmaras frigoríficas para a conservação e armazenamento do pescado em grande quantidade.

“Aqui em Manaus tem um frigorífico com câmara de armazenamento  e fábrica de gelo no bairro da Betânia que está parado. Existem várias cidades, locais no Amazonas onde poderiam ser instalados os equipamentos. Em vários municípios existem algumas fábricas de gelo, mas  poucas funcionam. O que acaba prejudicando a qualidade dos peixes. 

Conforme Braga, o investimento nesse sentido,  agregaria valores, armazenamento de produção vendendo com melhor oferta de preço. Além do gelo ser o principal responsável pela conservação do pescado na região, ele reforça que o Amazonas exerce uma atividade diferenciada do litoral do Brasil. “O armazenamento para a venda é em pequena escala. A infraestrutura para armazenar em grande escala é minúscula ou praticamente não existe, o terminal pesqueiro se mantém fechado sem solução há anos. E no interior do Estado nem todos os municípios têm um frigorífico e nem  fábrica de gelo”. 

Apesar dos gargalos, ele considera que investimentos no setor pesqueiro serão sempre bem-vindos. “Temos um potencial muito grande em função da alta demanda por pescados na região”. 

Lideranças defendem políticas públicas de valorização e não políticas assistenciais
Foto: Divulgação

Anúncio 

Durante o anúncio na segunda-feira (15), o governador Wilson Lima  ressaltou sobre os investimentos do Governo do Estado para apoiar os trabalhadores da pesca.

“Nós temos um compromisso com o setor primário, com a pesca. Quero dizer para os deputados que a emenda de R$ 1,5 milhão está liberada. Esse recurso é importante para a pesca, e o que tiver ao alcance do Governo do Estado nós vamos fazer para que, acima de tudo, a gente proteja pescador”, disse o governador, ao destacar também que, apenas nos três primeiros meses deste ano, já liberou todas as emendas parlamentares voltadas para o combate à pandemia da Covid-19. “A saúde é uma questão urgente”, ressaltou.

As emendas voltadas para a pesca e aquicultura são de autoria dos deputados estaduais Álvaro Campelo (PP) e Sinésio Campos (PT).  Na cerimônia, Wilson Lima anunciou que enviará, para a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), um projeto de lei que cede para a Fetape, por 25 anos, o imóvel localizado na avenida Joaquim Nabuco, Centro.

O presidente da Fetape, João Vieira Silva Negão, e o presidente da Confederação Brasileira dos Trabalhares da Pesca e Aquicultura (CBPA), Abraão Lincoln, agradeceram. O deputado Silas Câmara esteve presente na cerimônia.

“Todos sabem do respeito e do compromisso que eu tenho pelo povo do interior, principalmente com essa questão da pesca, e eu não preciso falar da importância que essa prática tem para nossa atividade econômica e do potencial que estado do Amazonas tem”, frisou o governador se referindo à relevância da pesca como fonte de renda e para a economia do interior do estado.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email