Setor imobiliário aposta em vendas online no período de pandemia

As soluções digitais têm sido aliadas das imobiliárias em período de pandemia da Covid-19. Com a base remota, o setor tem assegurado as negociações de contrato bem como maior velocidade no processo de efetivação dos imóveis. 

Muitas imobiliárias se anteciparam e investiram no atendimento  on-line mesmo antes do anúncio do coronavírus, isso reflete no número de clientes cada vez mais virtuais. Hoje é possível a assinatura do contrato digital e as transações totalmente concentradas pela internet. 

Graubem Lauschner, proprietária da Lauschner Negócios Imobiliários, afirma estar efetuando as tratativas de forma 100 por cento online. “Registramos 13 vendas nos últimos 4 dias. É um número excelente”, comemora. 

Em tempos de quarentena, ela frisa que os clientes perceberam que não precisam visitar espaços físicos para se sentirem seguros em relação à compra e se adaptaram aos “tour virtuais” sobretudo para imóveis na planta.

“Acredito que as empresas e seus profissionais mais experientes devem inclusive perpetuar esse modelo de negócio. As empresas reduziram seus gastos operacionais, os profissionais do ramo de corretagem passaram a atuar de forma mais assertiva”. 

O uso da tecnologia no processo adotado pela imobiliária conta com atendimentos remotos via WhatsApp, teleconferência e assinatura de compra e venda via DocSign. “Por meio do tour virtual é possível o cliente ter acesso aos detalhes dos imóveis”.

“Neste aspecto que dinamiza os clientes fecharem os contratos remotamente, a mudança  fundamental é que não é investido tempo para visitas ou reuniões e sim realizado primeiramente a aprovação do crédito do cliente permitindo uma abordagem cirúrgica da necessidade do cliente em alinhamento com a sua real capacidade de aquisição”, aponta Graubem, garantindo que a efetivação nas transações estão superando as expectativas. 

Na mesma direção, a MRV Engenharia ampliou a atuação de sua plataforma de vendas digital, que possibilita que o cliente realize a jornada de compra de um apartamento a escolha do condomínio e da unidade, passando pelo envio da documentação, simulação e envio da documentação para análise de crédito, negociação da proposta e assinatura do contrato digital. 

“Tudo isso, acompanhado, também remotamente, por nosso time de corretores”, conta Eduardo Barretto, diretor executivo Comercial da companhia, a expansão da atuação da plataforma já estava prevista para ocorrer ao longo dos próximos meses, mas com as medidas preventivas adotadas devido ao COVID-19, como evitar a aglomeração e as saídas de casa, a MRV resolveu antecipar o processo.

Barretto lembra ainda que os clientes podem fazer um tour virtual por todas as unidades à venda pela empresa, além de contarem com planta isométrica do imóvel.

A estratégia é não parar

Apesar das vendas estarem acontecendo de uma forma bem menor anterior a pandemia,  o diretor da Comissão da Indústria Imobiliária da Ademi-Am, Henrique Medina, diz que o mercado segue atuando de forma online. “As empresas têm investimento certamente nas vendas de empreendimentos sem que o cliente precise sair de casa. É uma forma que as empresas estão criando como estratégias de vendas frente a pandemia para que o seu funil de negociações  continue crescendo”. diz ele.

Segundo ele, é importante destacar para o cliente que apesar das suspensão temporária das atividades, os produtos estão disponíveis com qualidades muito boas em várias localidades, com bom preços e, algumas incorporadoras, inclusive estão atuando com estratégia de vendas com descontos bastante atrativos “certamente as vendas online tem papel preponderante neste momento de isolamento”, salienta. 

Trabalhando de forma home office desde o início do anúncio da pandemia, o corretor de imóveis, Iury Sampaio, ressalta que parceria com vários bancos e construtoras investindo na plataforma online para assinaturas de contratos, tem facilitado bastante as tratativas. 

Apesar de observar uma leve queda em relação a pesquisa por imóveis, o ânimo é que sempre tem cliente precisando de um imóvel seja para reduzir o custo ou seja para melhorar de imóvel.

Fonte: Andreia Leite

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email