Setor de serviços nos Estados Unidos tem expansão em março

O índice ISM apontou expansão do nível de atividade do setor de serviços (não-manufatureiro) nos EUA em março, em um ritmo bem acima das expectativas do mercado financeiro. O indicador registrou 55,4 pontos ante 53 em fevereiro (dado revisado).
Pela metodologia da entidade privada ISM (Instituto de Gestão de Fornecimento, na sigla em inglês), um número acima de 50 pontos significa que um determinado setor está em expansão.
A sondagem do instituto mostra que um crescimento significativo no volume de encomendas a esse segmento da economia e redução do nível de estoques. Houve melhora também do nível de confiança dos empresário do setor não-manufatureito. As contratações nesse segmento, no entanto, mostram recuperação ainda claudicante.

Venda de imóveis

As vendas pendentes de imóveis cresceram 8,2% em fevereiro nos EUA, batendo com folga as expectativas mais otimistas do setor financeiro para o período.
Segundo a entidade privada NAR (Associação Nacional de Corretores de Imóveis, na sigla em inglês), uma sondagem no setor teve uma leitura de 97,6 pontos em fevereiro, ante 90,2 em janeiro.
Economistas estimavam uma leitura em torno dos 90,3 pontos. Esse índice é considerado um “termômetro” das vendas futuras de imóveis, já que existe um intervalo de um a dois meses entre a assinatura do contrato inicial (medido pela pesquisa) e o fechamento efetivo da transação.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email