Setor de ­implementos espera recorde

Acompanhando de perto o bom desempenho do mercado de caminhões, a indústria de implementos rodoviários caminha a passos largos para bater o maior recorde da história do setor, no momento em que as vendas totais de reboques e semi-reboques alcançaram, até o momento, 41.271 unidades.

De janeiro a setembro deste ano, o volume total comercializado no mercado doméstico e nas vendas externas somaram 33.810 unidades (pino-rei). Somando-se a elas, as 36.312 carroçarias sobre chassi, o número de implementos rodoviários sobe para 70.122 unidades. No ano passado, no mesmo período, o setor fechou com 51.378 unidades emplacadas.

O presidente da Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários), Rafael Wolf Campos afirmou que as vendas da indústria de implementos rodoviários em 2008 poderão ser 5% maiores caso o mercado externo continue com bom desempenho. “Considerando que as vendas externas não tenham uma piora significativa no próximo exercício poderemos ter um crescimento até maior do que a percentagem esperada neste momento. Caso contrário, se houver uma forte retração no mercado norte-americano que venha refletir em outros países poderemos ter um crescimento menor repetindo o mesmo desempenho de 2007”, explicou.

Wolf Campos espera que o mercado como um todo absorva, no próximo ano, entre 45 e 47 mil unidades (pino rei), das quais 5.000 (pino rei) serão destinadas à exportação.

O diretor-executivo da Anfir, Mário Rinaldi lembrou que indústria de implementos refez algumas vezes suas previsões para 2007. “Começamos o exercício prevendo crescer 10%. Com o passar dos meses, o bom desempenho dos mercados agrícolas, sucroalcooleiro e construção fizeram com que mudássemos nossas projeções para algo em torno de 30%”, recordou.

Segundo os representantes da Anfir, o desempenho favorável dos segmentos de agronegócio, construção civil e movimentação de carga influíram positivamente nas vendas da indústria de implementos rodoviários. “Hoje, as fábricas operam com mais de 90% da capacidade instalada e devem terminar o exercício com faturamento da ordem de R$ 2 bilhões a 2,5 ­bilhões”, concluiu o representante.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email