Serviços é o setor com maior lucro sobre faturamento em 2007

O setor de serviços foi o que mais lucrou sobre o faturamento nos nove primeiros meses de 2007. Estudo da Serasa apontou que o resultado parcial do ano passado segue a tendência dos últimos dois anos, quando serviços ultrapassou o setor industrial, coisa que não acontecia desde aa década de 1990.

Serviços fechou o terceiro trimestre do ano passado com um lucro ajustado (percentual de lucro sobre o faturamento) de 8,8%, enquanto a indústria fechou com 8,4%.

Segundo a Serasa, o setor tem sido impulsionado pelos bons resultados dos novos segmentos de negócios como concessionárias de rodovias, telefonia, energia e transporte ferroviário. Além disso, empresas que fizeram empréstimos em dólar nos últimos cinco anos (período abordado pelo estudo) foram favorecidas pela estabilidade econômica, expansão da massa salarial e ampliação do crédito, além da baixa do câmbio em 2007, e voltaram a lucrar mais.

Em comparação com o ano 2000, o crescimento é ainda mais assustador. No início da década, as empresas do setor registraram rentabilidade equivalente a 1,3% do faturamento, reflexo da desvalorização do real ocorrida no ano anterior e da privatização, que levou as empresas a realizarem investimentos, principalmente nos segmentos relacionados a serviços de utilidade pública (telefonia e energia elétrica), elevando o nível de endividamento das empresas.

O estudo da Serasa mostra também que o indicador de rentabilidade ajustada das empresas, em geral, ou seja, somando os setores de serviços, indústria e comércio, alcançou 6,6% em setembro de 2007, destacando-se como a maior média do período desde 2003. Nos anos anteriores os índices obtidos foram 4,6%, 5,1%, 5,3% e 5,0%, respectivamente, de 2003 a 2006.

O setor industrial também apresentou significativa melhora da rentabilidade, indo de 2,2% em 2000, para 8,2% em 2007. Já para as empresas do comércio as margens são mais enxutas, porém, também apresentaram melhora de patamar. Em 2000, a margem de lucro situou-se em 1,1%, enquanto em 2007 a atingiu 1,9%.

O estudo foi realizado com uma amostra de 9.700 balanços, sendo 3.200 de empresas da indústria, 3.700 do comércio e 2.800 de serviços.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email