Serviços de arquitetura ganham fôlego e alta deve alcançar 50%

De acordo com dados do Sinduscon-AM (Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Amazonas) nos últimos três anos, Manaus ganhou mais de 200 empreendimentos imobiliários, entre edifícios e condomínios, voltados especialmente para a classe média. O número representa um crescimento de mais de 60% em relação ao índice registrado na década de 1990. Acompanhando o aquecimento do setor, escritórios de arquitetura conquistam novos clientes e projetam incremento de até 50% nas contratações de serviços neste último quadrimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2006.
Segundo a arquiteta Carla Vasconcelos, responsável pelo escritório que leva o mesmo nome, o crescente demanda por projetos arquitetônicos representou aumento de cerca de 50% nos serviços prestados, no período de janeiro a agosto deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo Carla, os fatores que contribuem expressivamente para o aquecimento do mercado são a qualidade dos empreendimentos, os preços mais acessíveis e a garantia do investimento.
De acordo com Carla Vasconcelos, o sucesso nas contratações se dá por conta dos novos empreendimentos imobiliários nas áreas nobres, onde o metro quadrado é até 600 vezes maior que o praticado em bairros populares. “As pessoas que possuem maior poder aquisitivo estão adotando os serviços de planejamento habitacional em larga escala, buscando com isso mais qualidade de vida, tranquilidade e conforto,” afirmou.
Contudo, Carla complementa que almeja atingir um percentual da população, que por medo, não procura um arquiteto na hora de construir. A idéia é lançar propostas para consumidores que possuem menor poder aquisitivo, tornando viável um projeto simples por cerca de R$1.500, com condições negociáveis de pagamento.
No período de fim de ano, mais especificamente nos últimos quatro meses, as contratações de reforma de ambientes e construções em geral aumentam cerca de 30% em comparação ao quadrimestre anterior. O motivo, explicou a arquiteta, fica por conta das condições climáticas. O tempo é menos chuvoso e mais seco, propício às construções de curto prazo, outro fator é o tratamento emotivo entre as pessoas que comummente confraternizam-se nessa época do ano e procuram estruturas mais arejadas ou até mesmo renovadas.
Atuando há dez anos na cidade, o escritório elabora projetos arquitetônicos, paisagísticos, comerciais e residenciais, além disso, oferece acompanhamento ao cliente no decorrer da construção. O escritório indica produtos de melhor adequação ao plano imobiliário e também mantém parceria com outros segmentos e oferece serviços adicionais para a realização total da obra como parte elétrica, hidráulica e acabamento.

Fim de ano favorece aumento no número de projetos arquitetônicos

Motivada pela boa fase, a arquiteta Consolata Nattrott uma das sócias da Face Arquitetura Urbanismo e Paisagismo, espera aumento de aproximadamente 30% nos contratos de serviços nos últimos quatro meses do ano, em comparação aos meses anteriores.
Desde 2005 no mercado, a empresa realiza serviços de planejamento e acompanhamento de projetos arquitetônicos na cidade. Em relação ao último quadrimestre de 2006, Consolata projeta alta de 50% no número de pedidos, entre os meses de setembro e dezembro deste ano.
Acompanhando o ritmo de crescimento da construção civil, o escritório de assessoria em edificação imobiliária, o Espaço Projetos, sob a responsabilidade da arquiteta Renata Faria Schere, encara o momento como oportuno para o desenvolvimento de seus negócios e estima aumento de 50% na procura e, no mínimo, de 30% em contratações de serviços neste quadrimestre, ante igual época de 2006.
Renata Schere afirmou que os primeiros meses são os mais chuvosos, além de mais comprometidos financeiramente com as dívidas de fim de ano, apesar disto ela observou que o período é ideal para o planejamento das obras. Entretanto as pessoas, por costume, preferem deixar as negociações para última hora. “É fundamental pl

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email