Sensor Fiesp indica alta da indústria no mês de outubro

A constatação faz parte dos resultados da pesquisa de conjuntura econômica da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), o Sensor. Em outubro, o estudo registrou 53,8 pontos, uma pequena queda em comparação com setembro, quando atingiu 54,1 pontos. Desenvolvido pelo Depecon (Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp), o estudo tem como objetivo levantar, mensalmente, informações da atividade da indústria de transformação no Brasil dentro do próprio mês de coleta de dados, eliminando assim as defasagens de tempo comum nas pesquisas de conjuntura.

O Sensor é calculado pela média simples de: mercado; vendas; estoques; emprego e investimentos e o indicador varia de 0 a 100 pontos: resultados acima de 50 pontos revelam expectativas positivas e abaixo, negativas. Em outubro, as vendas da indústria aceleraram, registrando 60,6 pontos ante 57,8 no mês passado.

Setor de estoques se mantém estável

No item estoques, houve uma estabilidade com relação ao mês anterior, ficando em 45,2 contra 45,0 em setembro. Vale ressaltar que quando o nível de estoque for igual a 50, o estoque está dentro do planejado. Valores abaixo de 50 indicam excesso e acima, falta de estoque. O indicador de emprego também registrou estabilidade: 54,6 contra 54,1 pontos (setembro). Já os investimentos tiveram queda 50,3 pontos ante 52,9 pontos em relação ao mês anterior.
O Sensor Fiesp mostra ainda alta nos itens mercado, com 60,5 pontos e vendas com 60,6 pontos, resultados que indicam que a indústria está em pleno processo de crescimento e que não há sinais de descontinuidade das atividades.

A amostra é composta por informações obtidas de 30 das maiores empresas da indústria de transformação divididas em nove macro-setores: alimentos e bebidas, têxteis, celulose e papel, álcool e petróleo, químicos, borracha e plástico, metal mecânica, eletroeletrônica e veículos e outros equipamentos de transportes. De cada setor são escolhidas duas ou mais empresas de maior peso que são a base do estudo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email