Seminário apresenta desafios e avanços da vigilância em saúde no Amazonas

A introdução de novas tecnologias no combate e controle das doenças endêmicas, a diminuição no número de casos de malária em todo o Estado e o controle do número de casos de dengue são alguns dos avanços apresentados pela FVS (Fundação de Vigilância em Saúde) durante o 2º Seminário de Avaliação das Ações de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas, realizado na última quinta-feira.
Segundo o diretor presidente da FVS, Evandro Melo, a utilização dos mosquiteiros impregnados com inseticida é apontada como uma ferramenta moderna, que está sendo colocada em uso no Estado este ano e que deverá contribuir para a proteção individual das pessoas contra a picada do mosquito transmissor da malária.
“Nós iremos distribuir 35 mil mosquiteiros, para as comunidades suscetíveis e ajudá-las a se proteger contra a doença. Essa nova ferramenta se somará as outras que já são utilizadas com sucesso”.
O diretor destacou também como avanço a ampliação dos laboratórios para realização dos exames de diagnóstico da malária no Estado, facilitando o acesso da população e garantindo o diagnóstico precoce da doença e o tratamento imediato.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email