Semestre registra mais de 1 milhão de golpes

Nos seis primeiros meses de 2012, mais de 1 milhão de tentativas de fraudes contra o consumidor foram registradas

Nos seis primeiros meses de 2012, mais de 1 milhão de tentativas de fraudes contra o consumidor foram registradas. A cada 16 segundos, uma pessoa é vítima de tentativa de golpe no país.
Os golpistas em busca de informações se passam por vendedores, oferecem descontos, prêmios e pedem os dados pessoais da possível vítima. Com as informações da vítima, o golpista abre conta corrente, pede talões de cheque, cartão de crédito, faz empréstimo bancário, financia eletrônicos, compra carro, celular e consegue até abrir empresa.
O número de tentativas de golpes cresceu em todo o país: foram cem mil a mais em dois anos. É a própria vítima quem fornece os dados aos criminosos. “Em uma rede social ou em uma propaganda por internet, onde alguém está oferecendo algo que está muito bom para ser verdade em troca dos nossos dados. Normalmente, são arapucas que se montam hoje em dia, na internet, para capturar esses dados”, explica Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian.
“Fui pesquisar na Receita Federal e constatou que eu era sócio de uma escola de idiomas em João Pessoa. Nunca estive em João Pessoa”, conta o analista de crédito José Luiz Moraes. E essa não foi a única dor de cabeça que José teve. Ele também ficou com o nome sujo em Natal, após uma compra de celular na cidade.
Para evitar esses transtornos, é essencial nunca confirmar informações pessoais ou número de documentos pelo telefone, nem deixar que documentos fiquem em portarias ou recepções. Ter cuidado ao fornecer os dados para participar de sorteios ou concorrer a prêmios também é importante. “Não participar de nada eu acho que não é razoável, é importante e faz parte da vida moderna. Tem que ter critério, pois pode haver malícia por trás dessas ofertas. Por isso, o consumidor tem que estar preparado”, alerta Ricardo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email