Semana formalizou mais de 500 pessoas

A Semana do EI (Empreendedor Individual) formalizou mais de 540 no Amazonas. Segundo Ricardo Sampaio, gerente de atendimento do Sebrae-AM (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas), que também organizou o evento, a maior parte das empresas que se regularizaram foi do ramo de lanchonetes, confecção e salão de beleza.
Além da formalização, as tendas localizadas em sete pontos da capital amazonense atenderam também aproximadamente 2.015 trabalhadores autônomos e empreendedores que foram até o evento para tirar dúvidas sobre legislação, direitos e obrigações. A novidade deste ano foi a presença de instituições financeiras como Caixa Econômica, Banco do Brasil e Banco da Amazônia, que estiveram oferecendo orientação de crédito para os empreendedores.
Sampaio avalia que este ano, comparado a 2010, quando o evento formalizou 1700 empreendedores individuais, a procura foi considerada boa. “Nós temos um público muito grande, mas alguns problemas impedem a formalização de mais trabalhadores, como problema no endereço fixo”, conta.
Outro empecilho, é a restrição de crédito de alguns trabalhadores devido a alguma pendência financeira. “Isso não impede que ele se formalize, mas sim que consiga um financiamento como empreendedor, então isso fez com que muitas pessoas não levassem adiante a formalização”, explica o gerente de atendimento do Sebrae-AM.
Até o momento, mais de 1,2 milhão de trabalhadores e empreendedores, das 467 atividades profissionais previstas na legislação, se formalizaram como EI em todo o Brasil, sendo 15 mil somente no Amazonas. A maioria dos registros processados está relacionada aos setores de serviços e comércio.
A formalização do Empreendedor Individual pode ser feita nos pontos de atendimento do Sebrae ou pela Internet, no Portal do Empreendedor (http://www.portaldodempreendedor.gov.br/), de forma gratuita.
As ações da 3ª Semana do Empreendedor Individual, promovida pelo Sebrae entre os dias 27 de junho e 2 de julho, foram responsáveis pela formalização de 47.430 profissionais em todo o país. O volume superou em 18% a expectativa do Sebrae. A meta era regularizar a situação de 40 mil trabalhadores por conta própria.

Por dia foram registrados, em média, 7.905 profissionais, 163% mais que a média diária tradicional de 3 mil formalizações. A mobilização foi feita na semana passada, em comemoração ao aniversário de dois anos da lei que criou a figura do Empreendedor Individual.
“Superamos nossa meta, mas o melhor de tudo é saber que o trabalho do Sebrae resultou em mais brasileiros fora da informalidade, contribuindo para a Previdência Social, recebendo todos os benefícios a que têm direito, gerando emprego e renda. Ao empenho do Sebrae em formalizar cada vez mais empreendedores que estão na informalidade soma-se o trabalho para capacitá-los para que tenham vida longa no mercado e cresçam”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email