“Semana do Brasil” estimula o varejo no país

O comércio na capital vislumbra como positiva a “Semana do Brasil” idealizada pelo governo federal marcada para acontecer entre os dias 3 e 13 setembro. Apesar da preocupação devido ao novo coronavírus, a ação deve ser o termômetro para a retomada do varejo com o primeiro evento de abrangência nacional pós-pandemia. 

Anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, em uma época em que a economia é morna,  o evento é um estímulo para que as lojas participantes aqueçam as suas vendas por meio de ofertas e descontos durante uma semana.  A campanha une o patriotismo realçando o mês de setembro às vendas.

Os resultados da primeira edição da Semana do Brasil registrou resultados positivos, apesar da adesão de poucas lojas por se tratar de uma ação nova houve um incremento de 12% para os estabelecimentos participantes. O balanço favorável em uma semana de forte vendas e promoções tornou-se importante para o calendário do varejo. 

“Setembro é um mês de baixo desempenho para o varejo em todo país. A ‘Semana do Brasil’, coincide com o feriado da Pátria, onde as pessoas costumam viajar. E a campanha incorpora vários nichos. Um dos cases de sucesso no ano passado, foi a adesão das imobiliárias que realizaram muitas promoções com ofertas bem atrativas e resultados excelentes em recordes de visitas nos stands”, afirma  o presidente da FCDL-Amazonas (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas), Ezra Azury Benzyon.

Ele acredita que este ano, todos os setores de serviços e comércio devem aderir  e irão fazer dentro das novas regras de protocolos de segurança de saúde um evento bastante proveitoso. 

Embora todo otimismo do setor, o dirigente lembra que o indicativo dos números da Covid-19, num cenário bem diferente do ano passado, pode barrar a adesão do Amazonas à campanha devido às políticas estaduais contra a pandemia. Mas que existe um diálogo entre a entidade e a FVS (Fundação de Vigilância em Saúde) com o intuito de manter a participação do Amazonas ao movimento.  “Estamos fortalecendo esse diálogo. Eu acredito que vamos conseguir manter um ambiente de segurança com todos os cuidados, mas também, fazer parte desse projeto tão importante para o comércio”. 

Na opinião José Fernando Pereira da Silva, assessor econômico da Fecomércio AM, a Semana do Brasil 2020, repicará os efeitos do movimento de 2019 e que as perspectivas são exitosas. “Acreditamos que os segmentos terão um incremento muito grande”.

Ele lembra que os níveis das transações comerciais em 2019 chegaram a 43% e que o movimento teve adesão massiva de 83 associações e também reitera  que outras entidades devem associar-se ao movimento. “A ideia é que, este ano, a campanha se consolide igual a outros eventos com esse propósito como a própria Black Friday”, diz ele destacando,  sobretudo, que as perspectivas de crescimento das atividades comerciais, embora indicam um crescimento modesto, tem apresentando sinais altamente positivos. 

Nota

A Secretaria Especial de Comunicação Social do governo anunciou uma nova edição da “Semana Brasil”, evento que ocorrerá entre os dias 3 e 13 do próximo mês, que tem por objetivo “unir todo o comércio e varejo do país para celebrar a retomada, com segurança, da economia e dos empregos”, segundo nota divulgada pelo órgão.

“Iniciativa da Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações, coordenada pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), a Semana é alicerçada em três pilares: colaboração, otimismo e oportunidade; e será a primeira data comemorativa do varejo após a reabertura do comércio. Com ofertas especiais oferecidas durante o período do evento, espera-se iniciar uma retomada robusta da economia nacional”, disse a nota.

Campanha

A “Semana do Brasil” foi criada pela Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República) e tem como inspiração o varejo norte-americano, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email