15 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Sedecti e Abraciclo discutem projetos para fortalecer setor de duas rodas do PIM

Segmento de motocicletas cresceu 23% nos primeiros cinco meses do ano e a projeção é que sejam produzidas mais de 1,29 milhão de motocicletas em 2022
Para a construção de um plano estratégico que irá alavancar a matriz econômica do Amazonas, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) continua discutindo e recebendo empresas de vários setores da economia.

Nesta quarta-feira (29/06), o titular da pasta, Angelus Figueira, reuniu-se com representantes da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) para tratar de projetos que irão fortalecer o setor de duas rodas do Polo Industrial de Manaus (PIM).

De acordo com o diretor executivo da Abraciclo, Paulo Takeuchi, o segmento de motocicletas cresceu 23% nos primeiros cinco meses de 2022 em comparação ao ano passado, “período em que fomos fortemente impactados pela pandemia do novo coronavírus”, explica o executivo.

Para 2022, a projeção é que sejam produzidas mais de 1,29 milhão de motocicletas, um crescimento de 8% se comparado a 2021. Já em relação ao setor de bicicletas, que teve 287,5 mil unidades produzidas nos primeiros cinco meses, a previsão é chegar a 880 mil unidades em 2022.

“Se pensarmos no futuro, na questão das mudanças climáticas e do petróleo, a bicicleta e a motocicleta elétricas serão alternativas como modalidade de transporte barato e econômico. O setor demonstra potencial e que pode ser explorado, claro que com o apoio do governo do Amazonas”, enfatizou Takeuchi.

Para o secretário Angelus Figueira, estes projetos vêm ao encontro de tudo que foi discutido recentemente no Fórum Permanente de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, promovido pelo Governo do Amazonas, que é exatamente fortalecer o PIM e diversificar a matriz econômica com atividades de potencial no estado.

“Estamos construindo um plano de estado, um plano dos amazonenses que vai, principalmente, alavancar a economia local. Para isso, por orientação do governador Wilson Lima, criamos um Fórum Permanente e um Conselho, que é justamente para discutir estas questões”, disse o secretário Angelus, ao destacar que a indústria é o oxigênio da economia, mas que precisa ser complementada com outras atividades que apresentam potencial e que podem ser exploradas no Amazonas.

Participaram também da reunião, o Relações Institucionais da Abraciclo, Anderson Chaves, o secretário executivo adjunto de Relações Institucionais, Ronaldo Fernandes, e o secretário executivo de Indústria, Jhones Lima, o diretor de Relações Institucionais, Massami Miki, da Sedecti.

Incentivo~
Em agosto deste ano, a entidade realizará em Manaus o ‘1º Encontro Empresarial Abraciclo da Indústria de Bicicletas’. O objetivo é mostrar que existe uma produção nacional expressiva e uma série de oportunidades de desenvolvimento para o setor componentista no PIM.

Produção
Conforme levantamento da Abraciclo, no ranking da produção mundial do polo de duas rodas, o Brasil está em quarto lugar como produtor de bicicleta com 4,2 milhões de unidades e sexto lugar na produção de motocicletas com 1,29 milhão de unidades. Em Manaus, o setor de duas rodas gera cerca de 15 mil empregos diretos.

Fotos: Kevyn Sousa/Sedecti

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email