Secretários fazem balanço sobre ações da Operação Enchente 2021

Em meio a maior cheia já registrada no Amazonas, o Governo do Estado segue trabalhando incansavelmente para atender à população, que teve sua vida impactada pelo fenômeno natural. Nesta segunda-feira (21/06), a secretária de Estado de Assistência Social, Alessandra Campêlo, e o titular da Defesa Civil do Amazonas, Cel. Máximo Filho, em entrevista para a Rádio Agência Amazonas, fizeram um balanço da Operação Enchente 2021, iniciada em março deste ano, que até o momento já beneficiou mais de 50 mil famílias em todo o Amazonas.

A Operação Enchente 2021 é a principal ação do Governo do Estado para contornar os problemas causados pela subida dos rios este ano. Com um investimento de mais de R$ 67 milhões, a operação conta com iniciativas como ajuda humanitária; crédito e anistia de dívidas; apoio ao setor primário; e instalação de abrigos e de estações de tratamento de água. A operação visa socorrer os 52 municípios que já declararam situação de emergência por conta da cheia, alcançando cerca de 125 mil famílias no total por meio do Auxílio Estadual Enchente.

“O cartão Auxílio Estadual é um cartão de débito no valor de R$ 300 que a pessoa pode adquirir alimentos, medicação, enfim, o que for necessário e mais urgente naquele momento. É uma forma que o Governo do Estado tem de entrar, estar na casa daquela pessoa dizendo ‘nós estamos aqui trazendo essa ajuda humanitária’”, explica Alessandra Campêlo.

A ajuda humanitária engloba a doação de cestas básicas e kits para higiene, limpeza e dormitório, este último em duas versões: uma com colchão, travesseiro e roupa de cama e outra com rede. Para auxiliar o setor primário, o Governo do Amazonas investiu R$7,5 milhões para aquisição de alimentos, que serão doados para as famílias em situação de vulnerabilidade por conta da cheia dos rios.

O secretário da Defesa Civil, Cel. Máximo Filho, destaca ainda os esforços para garantir saúde e saneamento básico para as localidades afetadas. “Levamos balsas, ou seja, unidades fluviais, sobre balsa, para poder prestar essa assistência médica. Foi deslocada uma embarcação do IPEM para uma calha de rio para poder levar serviço de cidadania. Em alguns municípios que estavam com problema de água potável, levamos estações de tratamento móvel de água, para outros municípios foram distribuídos purificadores”, afirma.

Integração 

As ações da Operação Enchente 2021 tem contado com a coordenação ativa do governador do Estado, Wilson Lima, que, juntamente com todo o seu secretariado, vem acompanhando de perto as iniciativas e realizando pessoalmente as entregas. De acordo com Alessandra Campêlo, o grande diferencial para que os trabalhos venham dando bons frutos para as famílias afetadas, é a integração entre o governador e as demais pastas. “São todas as áreas do estado trabalhando para minimizar os problemas que a população vem passando”, pontua a secretária. 

Próximos passos 

Mesmo na iminência da descida das águas, o Governo do Amazonas continua com as ações da Operação Enchente ao longo deste mês e do mês de julho. Nesta semana, serão realizadas ações nos municípios de Maués, Boa Vista do Ramos, Nhamundá e Parintins, todos situados na calha do baixo Amazonas.

“Só é possível vencer esse desafio quando você tem um governo que é consolidado; e que usa de toda a sua estrutura para chegar nas populações que estão neste momento sofrendo com a enchente”, finaliza Máximo Filho.

FOTO/DESTAQUE: Lucas Silva/Secom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email