Secretário anuncia avaliação de auditorias

O secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, anunciou a formação de um grupo de trabalho sobre auditorias, com o objetivo de “manter a eficácia dos mercados financeiros americanos”, cinco anos após a aprovação da lei Sarbanes-Oxley, que visa coibir crimes fiscais e práticas ilícitas de corporações dos EU.

A “comissão consultiva do Tesouro sobre a auditoria” terá por objetivo examinar “a concentração no setor de auditoria, a pertinência financeira, a qualidade da auditoria, a contratação de seus empregados”, entre outras funções.
A primeira reunião do grupo está prevista para 15 de outubro e deverá submeter suas conclusões e recomendações “daqui até o começo do verão do hemisfério norte de 2008”, ressaltou o Tesouro.

A comissão, composta por 21 membros, será co-presidida por Arthur Levitt, ex-presidente da SEC (comissão reguladora da bolsa americana) e por Donald Nicolaisen, ex-diretor de contabilidade da SEC.

Paulson lembrou que a lei Sarbanes-Oxley, aprovada em 2002 depois dos escândalos provocados por quebras de empresas como a Enron (energia), tinha reforçado a regulamentação sobre auditorias e sua integridade.
Mas a lei “alterou a interação entre os auditores e os diretores de empresas de várias maneiras, algumas das quais não são construtivas”, afirmou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email