Uma trajetória dedicada ao desenvolvimento e fortalecimento das micro e pequenas empresas brasileiras. Com essa missão, o Sebrae comemora hoje 35 anos de atividade. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestigiará o evento de aniversário da Instituição, que acontecerá às 19h30 no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21 em Brasília.

A cerimônia terá a presença do presidente do CDN (Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae), senador Adelmir Santana, do presidente da instituição, Paulo Okamotto, e dos diretores Luiz Carlos Barboza e Carlos Alberto dos Santos, além de convidados e dirigentes e técnicos das unidades do Sebrae na Federação.
Nesta noite, será anunciado o Sebrae do Futuro, um conjunto de projetos que dá mais um passo dentro da chamada Revolução no Atendimento, em curso em todo o país para atender mais e melhor os empreendedores brasileiros. Dessa forma, a organização pretende se aproximar ainda mais de sua clientela, oferecer serviços cada vez mais ágeis e informações mais precisas. Junto com o anúncio das novidades, o aniversário dos 35 anos faz um resgate da história do Sebrae e de seus principais momentos.

Resgate histórico

O Sebrae surgiu como Cebrae (Centro Brasileiro de Assistência Gerencial à Pequena Empresa) por iniciativa do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e do Ministério do Planejamento. A instituição nasceu formalmente no dia 17 de julho de 1972, dentro da estrutura do Ministério do Planejamento. O modelo teve inspiração em iniciativas de apoio aos pequenos estabelecimentos realizadas na região Nordeste e pelo BNDES.

Nos anos 80, o Cebrae passou a ter uma atuação mais política e a funcionar como canal de ligação entre empresas e órgãos de governo no encaminhamento de questões ligadas aos negócios de micro e pequeno porte. Também foi na década de 80 que o serviço migrou da estrutura do Planejamento para o Ministério da Indústria e Comércio.
No dia 9 de outubro de 1990, por meio do decreto 99.570, o Cebrae se desvinculou da administração pública, tornou-se um serviço social autônomo e transformou-se no Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).
O Sebrae realiza projetos e ações voltadas para as micro e pequenos negócios, universo que reúne cerca de 98% das empresas brasileiras. Trinta e cinco anos depois, o Sebrae mantém-se atuante em movimentos como a recente luta pela aprovação e regulamentação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, pela formalização dos negócios, geração de renda e empregos e no atendimento de ponta, presencialmente ou a distância, levando seus cursos, capacitações e serviços a empresários, candidatos a empresários e empreendedores.

Ações como essas, em favor da micro e pequena empresa, demonstram importantes resultados para o segmento e também para a economia do País, como o recente anúncio do aumento na sobrevida destes negócios. Se antes apenas metade das micro e pequenas empresas sobrevivia aos dois primeiros anos de existência, hoje, segundo pesquisa do Sebrae divulgada em agosto este índice subiu para 78%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email