13 de abril de 2021

Sebrae celebra 40 anos com homenagens e medalhas do Mérito Empresarial amazonense

Superintendente diz que o caminho é o crédito para aquele empreendedor que precisa e quer se capacitar

O Sebrae Amazonas (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) comemorou os 40 anos da instituição no país em grande estilo.
Diversas personalidades empreendedoras e colaboradores que contribuíram para a história de sucesso do Sebrae foram homenageados com a entrega da Medalha do Mérito Empresarial pelos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento social e econômico do Estado do Amazonas, em especial ao segmento das micro e pequenas empresas.
As homenagens foram prestadas durante jantar elegante, realizado no Clube do Trabalhador do Sesi, localizado na zona leste da cidade, às 20h da terça-feira (3). Estiveram presentes autoridades, empresários e servidores do Sebrae.
O Sebrae/AM tem por missão promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas e fomentar o empreendedorismo na capital e no interior do Amazonas.
Com foco na política da qualidade, vem nesses 40 anos estimulando o surgimento de empreendedores, micro e pequenas empresas e grupos organizados, possibilitando-lhes a permanência no mercado e autossustentabilidade econômica e ambiental, buscando a melhoria contínua de processos e serviços oferecidos.
É uma sociedade civil sem fins lucrativos, constituída por escritura pública, sob forma de Serviço Social Autônomo do governo federal criado com a principal finalidade de promover o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, com vista à melhoria do seu resultado e ao fortalecimento do seu papel social.

Desafios começam pela interiorização com sedes próprias

Os desafios para 2013, segundo o superintendente do Sebrae/AM, Nelson Rocha, começam pela interiorização do Sebrae, já que a instituição está presente em seis municípios do interior do Estado, mas não possuem sedes próprias. “O desafio é levar o Sebrae para o interior, preparar as pequenas empresas para o mercado -o das compras públicas-, que hoje o interior está de costas. As grandes empresas fornecedoras dos municípios estão na capital, e isso não é bom para o município, para as pequenas empresas, então o desafio maior vai ser a interiorização do Sebrae no Amazonas”, diz Rocha.
Com a meta de construir quatro sedes até o final de 2014, foi feito processo seletivo no interior para contratar experiência e o conhecimento dos munícipes, que conhecem as necessidades das suas cidades, e assim compor o quadro de colaboradores do Sebrae/AM. São dois pilares importantes para se falar em desenvolvimento: crédito e capacitação, segundo o superintendente, que faz questão de frisar que o crédito é muito bom, mas ele também mata. “Se o empreendedor não estiver capacitado, preparado para entender como trabalhar sem misturar o crédito da empresa com as próprias necessidades, pode ser o ponto determinante para a falência do negócio”, alertou.

Nacional

O Sebrae comemora 40 anos e preparou uma programação especial para marcar a data. Além de celebrar as conquistas das micro e pequenas empresas na economia nacional, as atividades recuperam a memória da instituição. Foi lançado o livro “Sebrae 40 anos: uma história do desenvolvimento brasileiro”. A publicação tem 17 capítulos com textos, entrevistas e imagens, que relatam as conquistas e desafios da instituição.

Rocha antecipa metas do Sebrae para oferecer mais crédito

O Sebrae/AM na sua expertise, promove o trabalho com uma linha de crédito que permita a inclusão social e inclusão do mercado público ao empreendedor individual, através da parceria com a Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, Banco do Brasil. Na abertura de contas correntes, ou uma linha especial para o empreendedor.
Em entrevista para o Jornal do Commercio, o superintendente do Sebrae/AM, Nelson Rocha, antecipa que já esteve em reunião com o superintendente da Caixa, que pretende até o final do ano abrir mais 500 contas correntes para o empreendedor individual. Um desafio da CEF em parceria com o Sebrae/AM. “Então, eu acho que o caminho é este, crédito para aquele empreendedor que precisa e que também quer se capacitar”, diz Rocha.
Representantes do Sebrae/AM participaram do Seminário de Crédito para Copa de 2014, realizado na semana passada, quando durante uma rodada de negócios rendeu R$ 1,6 milhão de crédito, que será disponibilizado por cinco bancos presentes ao evento.
No início do ano que vem a ACA (Associação Comercial do Amazonas), promoverá cursos direcionados aos seus associados. E, com o apoio do Sebrae/AM, tem por objetivo promover capacitação dentro da instituição, que está baseada no centro comercial da cidade, antecipou Ismael Bicharra, presidente da entidade de classe amazonense.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email