Sebrae apresenta oportunidades a empresários da zona leste

O evento foi realizado às 19 horas, no ginásio do Zezão, na avenida Grande Circular, zona leste

O Sebrae no Amazonas apresenta hoje para comerciantes e empresários do bairro São José 1 o projeto ‘Formalização do Comércio Varejista do Bairro de São José 1’, por meio do qual o Sebrae vai desenvolver ações de capacitação e treinamentos nas áreas de gestão, mercado, varejo, participação em feiras, entre outras atividades.
O evento foi realizado às 19 horas, no ginásio do Zezão, na avenida Grande Circular, zona leste. “Este projeto tem diversas metas, entre as quais trabalhar para aumentar o índice de formalização das empresas do bairro São José 1”, avaliou o diretor-técnico do Sebrae, Maurício Seffair. De acordo com a pesquisa realizada pelo Sebrae em 2008, 73% dos empreendimentos do São José 1 funcionam na informalidade.
O censo Empresarial do bairro São José 1 foi realizado entre os meses de agosto e setembro do ano passado e teve como objetivo identificar e classificar as empresas por setor e ramos de atividade, avaliar a situação geral das empresas, identificar aspectos que precisam ser melhorados e qual a influência nas empresas.
A pesquisa também identificou o perfil dos empresários daquele bairro, identificou necessidades e interesses dos empresários em participar de projetos de fomento ao desenvolvimento de pequenos negócios naquele bairro.
Maurício Seffair ressaltou que o censo permitiu, entre outras coisas, descobrir as deficiências comerciais do bairro São José 1. Por isso, “o Sebrae está programando montar algumas atividades para a zona Leste de Manaus, dentro do São José 1 e bairros adjacentes, para apresentar soluções aos problemas comerciais daquela área”, disse Seffair.
Segundo a gerente da Unidade de Atendimento do Sebrae/AM, Elizandra Litaiff, a maioria dos negócios abertos no bairro São José 1 é recente. “Mais de 45% possuem menos de dois anos de atuação, ou seja, são empreendedores novos”, disse a gerente. Ela informou, ainda, que os empreendedores não estavam capacitados quando abriram seu negócio. “Conforme a nossa pesquisa, só 26% realizou um treinamento específico para o tipo de negócio que ia abrir. Isso significa que 74% dos empreendedores abriram seu negócio sem conhecimento, talvez, do que estava fazendo”, disse.
A gestora do projeto “Formalização do Comércio Varejista do Bairro de São José 1”, Luci­cléa Medeiros, revelou que o projeto foi criado a partir das constatações da pesquisa. “Queremos sensibilizar os comerciantes do bairro São José 1 à formalização de seus negócios, porque isso traz vantagens para os empresários como a cobertura previdenciária, acesso a créditos e participação em licitações”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email