Sebrae-AM incentiva acesso ao crédito às micro e pequenas empresas

Com a adesão de  517 mil empresas ao Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) no ano passado e empréstimos na ordem de R$ 37,5 bilhões, o Sebrae Amazonas espera que este ano deva  haver igual ou maior número de empresas participando do Programa, em razão decorrência da diminuição dos casos e do esforço mais intenso de retomada da economia nacional.

De acordo com a diretora superintendente do Sebrae-AM, Lamisse Said Cavalcanti, é uma excelente oportunidade para equilibrar as finanças das empresas neste momento de pandemia. Instituições como Banco do Brasil e Caixa Econômica, entre outras, são nossas parceiras. 

As micro e pequenas empresas e o necessário acesso ao crédito ajudaram os empregos de milhares de pessoas no alto da crise provocada pela Covid 19. 

O analista técnico do Sebrae -AM, Evanildo Pantoja, explica que as orientações partem do atendimento diário, aos clientes da melhor maneira possível em todos os aspectos, dentre eles o de acesso a crédito.  Ele diz que o Sebrae-AM analisa a situação de determinado empreendedor e suas necessidades, para que assim possam lhe oferecer o produto que mais poderá lhe ajudar. 

No que diz respeito a crédito e especificamente ao Pronampe ele afirma que a entidade tem divulgado aos nossos clientes que as instituições financeiras como Caixa, Banco do Brasil entre outras já iniciaram as operações e que cada um precisa analisar se esta linha de crédito atende às suas necessidades. “Devido às alterações que houveram no programa, o grande diferencial do Pronampe nesta nova fase passou a ser a agilidade do processo pois o crédito pode sair em até 3 dias, segundo relatos das instituições financeira, desta forma dependendo da necessidade do cliente esta pode ser sua melhor opção para o momento”. 

Ele também cita outras linhas de crédito disponíveis que possuem taxas mais baixas como FNO e o Crédito Emergencial da Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas),  porém com processos de liberações mais demorados. “Por isso cada caso é um caso a ser analisado e sinalizado como a melhor opção para o cliente. Nossa abordagem é sempre levar aos empreendedores as linhas disponíveis no mercado enfatizando seus pontos fortes e os pontos de atenção para que assim ele possa optar pela que melhor atender a sua necessidade”. 

Conforme o analista técnico da entidade, no que diz respeito às operações do Pronampe, as instituições fazem todo o processo direto com a empresa solicitante, cabendo ao Sebrae-AM apenas divulgar que a linha de crédito já está disponível e orientar sobre todos os aspectos como prazos, taxas e limites.

O empréstimo pelo Pronampe poderá ser parcelado em até 48 vezes.A taxa de juros é de 6% ao ano, mais taxa Selic.

No caso do crédito emergencial da Afeam, o Sebrae oferece assessoria para elaborar e acompanhar todo processo da solicitação do financiamento até a liberação do crédito aos micros e pequenos empresários.

De hoje até o dia 23 de julho profissionais da instituição estarão nos PAC Alvorada, São José e Compensa das 8h às 14h.

De 9 a 20 de agosto estarão nos PAC do Parque Dez e Sumaúma. E em setembro de 13 a 24 nos PAC  da Zona Leste e Galeria dos Remédios, sempre das 8h às 14h.

Por dentro

O crédito  pode ser usado para investimentos na compra de equipamentos, reformas e despesas operacionais, como salários dos trabalhadores, quitação de dívidas e aquisição de mercadorias.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email