10 de abril de 2021

Santos Brasil fecha primeiro trimestre com R$169,9 mi

A Santos Brasil Participações S.A., maior operadora de contêineres do país, registrou receita líquida de R$ 169,9 milhões no primeiro trimestre de 2010, crescimento de 3,5% em relação ao mesmo período de 2009

A Santos Brasil Participações S.A., maior operadora de contêineres do país, registrou receita líquida de R$ 169,9 milhões no primeiro trimestre de 2010, crescimento de 3,5% em relação ao mesmo período de 2009. O EBTIDA – lucro operacional antes de juros, impostos, depreciação e amortização – aumentou 1,6% na comparação com o primeiro trimestre do ano anterior e chegou a R$ 55,7 milhões, com margem de 32,8%.
O volume de contêineres movimentado pela Santos Brasil no período superou em 13,1% o total do primeiro trimestre do ano passado, totalizando 173.589 contêineres ou 260.383 TEUs (unidade referente a um contêiner de 20 pés). O forte fluxo de cargas importadas no principal terminal da Santos Brasil, o Tecon Santos, resultou em alta de 24,6% na movimentação de contêineres cheios no período. Do total geral movimentado, 83% foram relativos a contêineres cheios. O volume da operação de armazenagem alcançou 48.940 contêineres, crescimento de 26% ante o dado do primeiro trimestre de 2009. O desempenho positivo foi influenciado pelo aumento de 50,3% do volume armazenado no Tecon Santos, com destaque para a maior retenção de contêineres de importação desembarcados, que passou de 39% para 46%. O total de contêineres armazenados pela Santos Brasil Logística (nova marca da Mesquita e Union) cresceu 5,6% em relação ao mesmo período de 2009.
“O desempenho positivo é reflexo da recuperação do comércio exterior brasileiro, já apontada nos últimos trimestres de 2009”, destaca o diretor financeiro e de relações com investidores da Santos Brasil, Washington Kato, .
Outro destaque do período foi o aumento de 76% no volume movimentado pelo Terminal de Veículos (TEV) do Porto de Santos. De janeiro a março, 36.421 veículos foram embarcados ou desembarcados pelo terminal.
No acumulado do primeiro trimestre do ano, a Santos Brasil apresentou prejuízo de R$ 5,3 milhões, reflexo do resultado financeiro, que no trimestre ficou negativo em R$ 16,8 milhões, e da depreciação, de R$ 32,1 milhões. Parte do resultado financeiro não tem efeito em caixa.
A maior depreciação reflete investimentos em expansão realizados nos últimos anos, como obras de ampliação nos terminais de contêineres (Tecon Santos, Tecon Vila do Conde e Tecon Imbituba), compra de equipamentos e licitação do Terminal de Veículos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email