Samsung libera novidades apenas online

A Samsung disponibilizou no varejo brasileiro os smartphones Galaxy M32 e M62. Vendidos exclusivamente online, ambos os modelos trazem bateria mais avantajada, display Super AMOLED e desempenho mais poderoso. O objetivo da empresa é ampliar a linha de produtos que compõem o chamado “ecossistema Galaxy”, também permeado pelos Galaxy Books, Galaxy Tabs e smartphones de ponta, como o Galaxy S21 e os dobráveis –e iminentes –Z Fold 3 e Z Flip 3.

Começando pelo modelo mais poderoso, o Galaxy M62 vem com bateria de 7.000 miliamperes-hora (mAh), display de 6,7 polegadas com tecnologia Super AMOLED e resolução Full HD+ (quadro 1080×2400). O processador de oito núcleos é um Exynos 9825 com clock de 2,3 gigahertz (GHz), acompanhado de memória RAM de 8 gigabytes (GB) e armazenamento interno de 128 GB.

Já o Galaxy M32 conta com a mesma tecnologia de tela e tamanho de quadro, mas em um display de 6,4 polegadas. A bateria dele, embora menor que a do outro modelo, também é potente, trazendo 5.000 mAh. O processador, também de oito núcleos, é um Helio G80 (MediaTek), com armazenamento de 128 GB e memória RAM de 6 GB.

Cientistas provam que é possível transformar água em metal 

É possível metalizar a água sem atingir pressões extremamente altas – Foto: Divulgação

Cientistas do Helmholtz-Zentrum Berlin für Materialien und Energie, na Alemanha, descobriram como transformar água em metal. Eles conseguiram provar em laboratório que é possível metalizar a água pura aqui na Terra sem atingir pressões extremamente altas, como se pensava anteriormente.

A água encontrada na natureza conduz eletricidade devido às impurezas que se dissolvem em íons livres, permitindo que a corrente elétrica flua com facilidade. Ela só se torna metálica quando submetida a uma pressão de 48 megabares —cerca de 48 milhões de vezes a pressão atmosférica ao nível do mar.

Utilizando uma nova abordagem, os pesquisadores colocaram água pura em contato com uma liga alcalina de sódio e potássio, adicionando partículas carregadas de movimento livre para metalizar a água. A condutividade observada pelos cientistas durante os testes foi de apenas dois segundos.

Vidro pode substituir material para realizar implantes

Novos dispositivos médicos são feitos de vidros bioativos e metais que se dissolvem – Foto: Divulgação

Dispositivos médicos feitos de vidros bioativos e metais que se dissolvem no final de sua vida útil podem substituir outros tipos de implantes, além de servirem para eliminar a necessidade de remoção invasiva, uma vez que tenham servido ao seu propósito. As informações são de acordo com os pesquisadores do Missouri S&T.

Os pesquisadores de C&T do Missouri receberam recentemente uma patente para seu implante. “O vidro é um excelente material para embalagens e camadas de substrato em dispositivos de estado sólido implantados, incluindo sensores e atuadores”, falou o Dr. Chang-Soo Kim, professor e coordenador de graduação em engenharia elétrica da Missouri S&T. 

Isso porque “dependendo da combinação de materiais, é possível desenvolver um vidro bioativo que se degrada muito lentamente ou muito rapidamente, com base no tempo operacional necessário para o dispositivo”. Como pesquisador-chefe do projeto, Kim trabalhou com o Dr. Richard Brow, professor de engenharia cerâmica e vice-reitor no Missouri C&T e Dr. Delbert Day, professor em engenharia de cerâmica e inventor de vidros bioativos para tratamento de câncer, regeneração de tecido ósseo e cicatrização de feridas. 

Portanto, Kim projetou as funções elétricas dos dispositivos, e Brow e Day projetaram os óculos usados ​​nos implantes. O Dr. Matthew O’Keefe, ex-professor de engenharia metalúrgica da S&T, também contribuiu com a pesquisa.

Os implantes podem ser absorvidos novamente e beneficiam os pacientes porque eliminam a necessidade de cirurgia adicional para remover um sensor ou outro dispositivo funcional depois que ele não é mais necessário, explicou Kim. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email