Samsung e Huawei dominam o mercado global de 5G

Mesmo com a pandemia da COVID-19, o mercado de celulares 5G apresentou um forte crescimento no primeiro trimestre de 2020. Segundo a consultoria Strategy Analytics, o volume de remessas de aparelhos de nova geração foi de 24,1 milhões de unidades no período, maior até do que o número registrado durante todo o ano de 2019, que foi de 18,7 milhões de smartphones.

A China foi o maior mercado para os aparelhos de nova geração, mas a consultoria registrou um crescimento na demanda também em Coreia do Sul, Estados Unidos e Europa. Apesar do fraco desempenho na China, a Samsung registrou a maior participação de mercado global entre os aparelhos 5G, com a remessa de 8,3 milhões de unidades durante o primeiro trimestre deste ano.

A Huawei, incluindo os números de sua subsidiária Honor, ficou em segundo lugar, com vendas de aparelhos 5G praticamente concentradas em sua terra natal, onde lidera. A fabricante chinesa foi responsável pela remessa de 8 milhões de unidades no período, registrando uma participação de mercado de 33,2%, contra os 34,4% da Samsung.Vivo (12%), Xiaomi (10,4%) e OPPO (5%) completam o top 5 do ranking. No total, as principais marcas chinesas foram responsáveis por 61% das remessas no período.

“Isto reflete a velocidade com a qual as operadoras chinesas instalaram suas redes 5G, além da demanda por aparelhos, apesar de a pandemia da COVID-19 ter fechado grande parte da China durante o trimestre”, disse o diretor executivo da consultoria Neil Mawston. “Com a recuperação da atividade econômica na China, esperamos que as remessas [de aparelhos] 5G para este mercado continuem a expandir dramaticamente em 2020", completou o especialista.

Governo dos EUA divulga vídeos de fenômenos aéreos não identificados

Crédito: Divulgação

O Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, divulgou nesta segunda-feira (27), três vídeos que mostram pilotos da marinha norte-americana encontrando “fenômenos aéreos não identificados”. Na internet, surgiu a especulação de que se tratariam de objetos voadores não identificados (OVNIs).

O órgão afirmou que está “lançando os vídeos para deixar claro qualquer equívoco sobre a veracidade ou não dos vídeos”.  Um deles foi gravado em novembro de 2004 e os outros dois em janeiro de 2015. O jornal norte-americano The New York Times já havia divulgado duas das gravações antes da autorização do governo, em 2017.

O Pentágono afirmou, em nota, que a publicação dos vídeos se deu após uma análise minuciosa e que constatou que “a exposição das imagens não afeta as investigações dos EUA sobre esse tipo de fenômeno”. Segundo o governo, os objetos seguem categorizados como “não identificados”.

Campus Party 2020 será global, 100% online

Crédito: Divulgação

O cancelamento das Campus Party físicas no Brasil e no mundo vai levar ao que os organizadores estão chamando de uma das maiores edições do evento em sua história. A organização do encontro de tecnologia e inovação anunciou a realização de uma versão digital e global do evento, que está marcada para acontecer entre os dias 9 e 11 de julho.

O ciclo de palestras, apresentação de projetos e ideias contará com cinco palcos e já tem 22 países confirmados, com expectativa de chegar a 40 até a realização do evento. No Brasil, a cidade de Brasília (DF) será a “capital” da chamada Campus Party Digital Mundial, que será gratuita e transmitida ao vivo no Twitter, Facebook e Instagram, a partir dos perfis e páginas oficiais do evento.

Foram confirmadas as presenças de Vint Cerf, um dos responsáveis pela criação do protocolo IP, e Don Tapscott, pensador e citado como o pai da inovação aberta. “Imagine qual seria o seu conteúdo ou convidado dos sonhos. Ele estará na edição digital”, afirmou Paco Ragageles, fundador da Campus Party, que confirmou a divulgação da primeira lista de participantes para o dia 10 de maio.

Serão seis palcos, divididos entre temas e convidados locais e internacionais. O principal deles carrega o tema da Campus Party Digital Mundial, Reboot the Planet, com todas as apresentações sendo voltadas para o estado do mundo durante e após a pandemia. “Nosso objetivo é apresentar ideias para reiniciar o planeta, para que saiamos melhor dessa situação”, afirmou Ragageles em transmissão ao vivo que anunciou as novidades.

Fonte: Lilian D′Araujo

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email