6 de dezembro de 2021

Sempre que vou a Brasília agendo uma passagem, mesmo que rápida, ao Templo da Boa Vontade – TBV, o monumento mais visitado da Capital do Brasil.

A obra arquitetônica em forma piramidal, fundada pelo diretor-presidente da LBV, José de Paiva Netto, em 21 de outubro de 1989, destaca-se por acolher todas as pessoas, sempre de portas abertas, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Independentemente de crenças e descrenças religiosas, classe social, ou grupo étnico, me sinto muito bem-vindo ao adentrar seus espaços, todos concebidos à confraternização dos povos e à valoração da humanidade em cada ser humano. 

Dentre a natureza dos vários ambientes inclinados à meditação e oração, destaco o ato de caminhar pela sua nave central. O piso em granito e em espiral orienta-nos a uma jornada que promove a integração de criaturas ao Criador. 

O percurso começa pelo caminho de cor escura, que gira no sentido anti-horário, representando a história da difícil jornada humana em busca do equilíbrio. No centro da pirâmide, exatamente embaixo de um grande cristal de quartzo (posicionado no ápice da pirâmide), uma placa de bronze simboliza o insight, a descoberta da luz. 

O retorno pela cor clara na espiral, em sentido horário, identifica a trilha, os novos passos, agora, iluminados pelos valores morais e espirituais, que se encerra em frente ao Trono e Altar de Deus, uma obra artística (os quatro elementos da Natureza — fogo, ar, terra e água — simbolizam o Criador) feita em metal e granito pelo escultor italiano Roberto Moriconi (1932-1993), onde o visitante pode fazer o seu pedido/agradecimento, beber da água fluidificada (o liquido é energizado pelo ambiente de músicas elevadas e prece) e ler a afirmação do fundador do TBV, que muito nos faz refletir diante dos desafios da vida: “Todo o dia é dia de renovar nosso destino”.

Sempre faço as minhas caminhadas, num ritual pessoal, com os pés descalços. As energias me parecem mais fortes. 

Numa cidade que se caracteriza pelo poder, conflito de interesses e egocentrismos, encontrar um oásis de paz e sabedoria para a boa reflexão pode nos levar a decisões mais sábias, despertando, em especial, a humanidade, por vezes, adormecida, dentro de nós. Por isso, se, em Brasília, há 32 anos uso dessa estratégia ao peregrinar ao TBV.

Por mais que a vacinação e a imunização completa estejam vencendo a pandemia, ao luto global de mais de 4,5 milhões de vítimas da corona vírus, onde, infelizmente, estão mais de 600 mil famílias brasileiras, receito aos leitores, quando estiverem, ou visitarem a Capital do Brasil, o abastecimento de seus corações e almas no Templo da Boa Vontade, localizado na SGAS 915 – Lotes 75/76, próximo ao Aeroporto Internacional de Brasília/DF.

Outras informações sobre o TBV, acesse https://www.tbv.com.br, ou ligue (61) 3114-1070.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email