Saint-Gobain faz inspeção gratuita

A Saint-Gobain Sekurit anuncia um programa de inspeção gratuita de pára-bri­sas, com o objetivo de garantir viagem tranquila du­rante as férias de fim de ano e evitar multa ou retenção do veículo com trinca ou perfuração além dos limites previstos pela Resolução 216, do Contran (Conselho Nacional do Trânsito).

O programa foi estabelecido para esclarecer os motoristas sobre os limites dos danos em pára-brisa de veículos, de acordo com a resolução de dezembro do ano passado.

As inspeções serão realizadas em revendedores, postos autorizados da empre­sa e nas lojas das redes Carglass e Autoglass. Nesses lo­cais, além de folhetos informativos, os técnicos das empresas prestam esclarecimentos sobre os detalhes da resolução que prevê a substituição de pára-brisa com danos na área crítica de visão do motorista. Área crítica de visão é compreendida pelo campo de varredura da palheta esquerda do limpador (lado do motorista) e uma faixa periférica de 2,5 cm de largura das bordas do pára-brisa. A preocupação com essa área é enfatizada pelo fato de ser o campo de colagem do pára-brisa que faz parte da estrutura da carroceria do veículo.

Os demais pontos do pá­ra-brisa dos automóveis podem apresentar até dois defeitos, como trincas que não ultrapassem o comprimento de 10 cm ou perfurações de configuração circular com até 4 cm de diâmetro. Se os danos forem maiores que esses limites, o motorista está sujeito a multa de R$ 127,69, o registro de cinco pontos na CNH e a possível retenção do veículo.

Manuel Corrêa, diretor-geral da Saint-Gobain Sekurit, informa que a campanha tem também a finalidade de conscientizar os motoristas de que trincas ou perfurações comprometem o padrão de resistência física do pára-brisa.

Dessa forma, pode deixar de cumprir uma de suas missões, que é impedir que os ocupantes sejam arremessados para fora do veículo em impacto frontal ou em capotamento.

Segundo a Saint-Gobain Se­kurit, existem mais de 2 milhões de veícu­los em circulação no país com pára-brisa danificado ou com pro­blemas que afetam a visibilidade do condutor, com riscos à segurança.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email