Rota BR-174, boa opção de turismo

O turismo interno é uma grande tendência na retomada pós-pandemia de Covid-19, segundo pesquisas. Os destinos brasileiros devem se movimentar no segundo semestre de 2020. E, com o fim deste longo período de isolamento social, o contato com a natureza é um dos fatores que mais influenciará a escolha do próximo roteiro de viagem.

Em um país recheado de belezas naturais tão conhecidas, há ainda algumas paisagens pouco exploradas e que merecem a atenção dos visitantes nesse momento. É o caso, por exemplo, da Rota 174, que liga os Estados do Amazonas e Roraima.

Em um percurso de 1100 quilômetros, o roteiro apresenta cenários que se intercalam entre savanas e floresta amazônica, onde é possível desbravar cavernas, grutas, corredeiras, serras e cachoeiras. Além disso, a integração das culturas indígena e cabocla também é bastante visível por lá, seja na gastronomia, no artesanato ou nas vivências das comunidades.

O roteiro que sai de Manaus e vai até a fronteira com a Venezuela, na comunidade de Paraitepuy é um excelente meio de se reconectar com a natureza após o isolamento social. As atividades da rota são voltadas ao ecoturismo, como trilhas pelos atrativos amazônicos, descida nas corredeiras de rios e banhos nas famosas cachoeiras de Presidente Figueiredo.

A exuberância da Amazônia já não é segredo para ninguém, mas a diversidade de paisagens e da fauna e flora dos destinos percorridos na Rota 174 chama a atenção e encanta a todos. Seja pelos numerosos buritizais, pelos diversos pássaros a serem observados, ou pela vegetação de cerrado do sul de Roraima, é impossível não se surpreender com a vida natural desse roteiro.

Roraima abriga dois Parques Nacionais ainda pouco conhecidos, o do Viruá e da Serra da Mocidade. Ambas áreas de proteção ambiental estão localizadas na cidade de Caracaraí.

Outro atrativo natural de Roraima que faz parte do roteiro é a Serra do Tepequém, na cidade de Amajari. No caminho para a serra, a paisagem vai mudando a cada quilômetro rodado. O cerrado e os igarapés que lembram o Pantanal vão, aos poucos, cedendo lugar à mata fechada.

Nas cidades, é fácil identificar também a presença de pratos da gastronomia cabocla, com ingredientes locais, além de cestarias e artesanato indígena. Os índios e suas lendas também permeiam o passado de toda a região.

Encerrando o roteiro, já na fronteira com a Venezuela, está um dos principais cartões-postais da região Norte: o Monte Roraima. A maior montanha plana do mundo, com 90 quilômetros de extensão no cume e 2810 metros de altitude impressiona mesmo de longe.

PAPO COM AGENTE

Na segunda-feira, às 16 horas, o “Papo com Agente”, projeto quinzenal da Abav-SP e Aviesp, receberá em live no Youtube, Roberto Haro Nedelciu, presidente da Braztoa, e Valter Patriani, presidente da construtora Patriani. A transmissão ao vivo, que contará com o tema “O que os especialistas em viagens sugerem para retomada do turismo pós covid-19”, será ministrada por Fernando Santos e Marcos Lucas, respectivamente, presidentes da Abav-SP e Aviesp. “O objetivo do programa é reunir diversos assuntos com renomados convidados para auxiliar nesse momento de incertezas.

NORONHA CONVIDA

A Administração de Fernando de Noronha convidou órgãos e associações representativas do setor de turismo a participar de um debate com sugestões sobre a retomada das atividades turísticas pós covid-19. A iniciativa gerou um e-mail para sugestões, opiniões e comentários. A partir das resoluções, um protocolo será elaborado seguindo ao que já vem sendo traçado com o grupo de matriz de risco do Governo do Estado, que tem a participação da Administração Distrital, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a empresa de consultoria Deloitte.

SEM BRASILEIROS

A Comissão Europeia reforçou a recomendação para abrir as fronteiras internas a partir desta semana. A entrada de viajantes internacionais será permitida a partir de 1º de julho, exceto àqueles com origem em países onde a pandemia não está controlada. Apesar de não ter sido citado nominalmente, tudo leva a crer que o Brasil estará entre os países impedidos de entrar no território que, atualmente, é composto por 26 países da União Europeia e quatro associados do espaço Schengen. Entre o grupo, há nações com destinos consolidados nos planos de viagens dos brasileiros.

AZUL E LATAM

Azul e a Latam anunciaram um acordo de codeshare para conexão das malhas aéreas no Brasil. Foi assinado também um acordo entre o Tudo Azul e o Latam Pass, que permite o acúmulo de pontos no programa de fidelidade escolhido pelo usuário. A parceria entre as aéreas permite o compartilhamento de bilhetes para check-in e despacho de bagagem, além de incluir 50 rotas não sobrepostas de e para Brasília (BSB); Belo Horizonte (CNF); Recife (REC); Porto Alegre (POA); Campinas (VCP); Curitiba (CWB); e São Paulo – Guarulhos (GRU). Tudo para o fim da pandemia.

GRAMADO É TUDO

Está provado que Gramado, na Serra Gaúcha, é uma potência no turismo. Segundo dados da Secretaria Municipal de Turismo, 53,7% da capacidade hoteleira da cidade ficou ocupada durante o feriado de Corpus Christi e final de semana de Dia dos Namorados. Os visitantes eram 43% gaúchos, 36% catarinenses, 9% paranaenses e 7% paulistas. Cerca de 84% do público ficaram em hotéis e 3% em locações de imóveis por temporada. E a permanência média foi de 3 a 4 dias. Detalhe: 59% eram casais, 16% famílias com crianças, 14% viagem com amigos e 9% famílias com jovens.

QUEREM VIAJAR

Apesar da covid-19, 59% dos brasileiros declaram que têm planos de viagens, segundo pesquisa realizada pela Vivo ADS. A análise mostrou que 26% dos viajantes vão planejar e comprar as suas viagens pela internet. O levantamento revela ainda que 36% pretende viajar no próximo ano e que os destinos internacionais mais pensados são Estados Unidos, com 20% das respostas, e Europa, conforme 18% dos entrevistados. Já em âmbito nacional, o Nordeste foi citado por 29% das respostas, seguido pelo Sul, citado por 23% dos entrevistados pelos pesquisadores.

ABRAJET MARANHÃO

Lea Zaqueu, editora da revista Maranhão Turismo, é a nova presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, seccional Maranhão. Eleita no dia 6 de junho, tem em sua diretoria a vice-presidente Karine Baldez, e ainda Henrique Bóis, José Reinaldo Castro Martins, Gil Maranhão, Vanessa Serra, José Henrique Ferreira Santos e Gutemberg Bogéa, a quem Lea está sucedendo na presidência. A Abrajet-MA é uma das mais atuantes entidades do turismo nacional, sempre presente nos grandes acontecimentos o setor. O turismo de todo o País torce pelo sucesso da nova diretoria.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email