Rodada pode gerar R$ 2,7 mi em negócios para empresas

A Rodada de Negócios e Relacionamentos, que acontece durante a 27ª Convenção Anual da Abad (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados), já promoveu 84 atendimentos. A feira é realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.
Participam 16 empresas âncoras (compradores) e 42 flutuantes (produtores). A rodada é promovida pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e a expectativa de negócios gerados nos próximos 12 meses é de quase R$ 2,7 milhões, a partir dos contatos feitos na terça-feira, 7. Ontem, foram realizadas mais 80 reuniões, superando o valor dos negócios previstos no primeiro dia. Esta é a primeira vez que o Sebrae organiza uma rodada de negócios em uma grande feira multissetorial da Abad. Nesta participação, a organização aproveita a experiência adquirida em rodadas de outros eventos.
O desafio foi unir diferentes setores. Tradicionalmente, a Abad trabalha com grandes marcas e a rodada representa uma oportunidade de colocar frente a frente grandes e pequenos produtores e distribuidores.
“Para nós, é uma aquisição de experiência também, devido à diversidade”, explicou o consultor do Sebrae Nacional, Aristóteles Abreu. O Sebrae e a Abad já possuem um convênio de cooperação para realização de cursos e capacitações.
O representante da empresa Coco e Companhia (produtora de coco ralado e derivados), Sandro Barreto, do Rio Grande do Norte, também participa da feira pela primeira vez. Ele fez contato com distribuidores de Pernambuco, São Paulo e Minas Gerais. Caso as negociações se concretizem, a produção da fábrica, que hoje é de cemtoneladas do produto por mês, pode aumentar em até 20%. “Aumentando a produção, a geração de empregos pode ser incrementada em cerca de 15%”, salientou Barreto.

Participam 16 empresas âncoras (compradores) e 42 flutuantes (produtores). A rodada é promovida pelo Sebrae e a expectativa de negócios gerados nos próximos 12 meses é de quase R$ 2,7 milhões, a partir dos contatos feitos na terça-feira, 7.

O gerente comercial da empresa Lilica Baby, de artigos para bebês, sediada em Caruaru, José Rinaldo Lima, participa pela primeira vez da Abad. “Eu buscava participar de outras edições, mas os custos eram muito altos. Com o apoio do Sebrae, ficou mais fácil. Aqui na rodada tenho a oportunidade de fazer novos contatos com distribuidores”, disse o gerente, que tem em vista quatro negócios com distribuidores de Pernambuco, Ceará e Piauí.
O representante comercial da Distribuidora Pajeú Nordeste, que tem cinco centrais em Pernambuco, Gysleandro Amaral, participa da Rodada de Negócios e Relacionamentos. Ele explicou que o objetivo é conhecer novos produtos, principalmente de empresas menores, que estão expandindo seus mercados. “A Rodada de Negócios deveria ser realizada mais vezes ao ano, independente da Abad. É uma ótima oportunidade para fechar negócios ou fazer contatos comerciais”, salientou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email