RF antecipa consulta ao 5º lote de restituições

A consulta ao quinto lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física 2007 (ano-base 2006) já está disponível. A consulta, que seria liberada apenas na semana que vem, foi antecipada para a sexta-feira por um desencontro. O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) já havia concluído o processamento e disponibilizado as informações, mas não informou à Receita Federal.

Para saber se já teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar o site da Receita, clicar na seção IRPF – Consulta declarações entregues e restituição e então em “Restituição do Imposto de Renda 2007”. Na página, informar o CPF e preencher o quadro de quatro caracteres. Outra opção é ligar para o telefone 0300-789-0300.
Neste lote, foram liberadas 1.684.705 declarações. São 1.559.155 declarações com imposto a restituir, correspondendo a cerca de R$ 1,4 milhão; 114 contribuintes com imposto a pagar, no valor de quase R$ 65 milhões; e outros 40.436 contribuintes que não tiveram nem imposto a pagar nem a restituir.

O dinheiro estará disponível para saque no dia 15 de outubro e terá correção da taxa Selic no período, de 5,7%.
Quem não solicitou crédito em conta deverá procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar para 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais cidades) e pedir a transferência do dinheiro para qualquer banco em que tenha conta ou poupança.

Confira o calendário dos próximos pagamentos:
6º lote: 16 de novembro
7º lote: 17 de dezembro

Malha fina

A Receita Federal também já disponibiliza em seu site a consulta dos retidos na malha fina do Imposto de Renda 2007. Neste ano, a Receita intensificou a fiscalização sobre as declarações das pessoas físicas. O cruzamento de informações e a análise de dados dos anos anteriores dobraram o número de contribuintes que foram autuados após terem a vida fiscal analisada com maior minúcia, a chamada malha fina.

Entre janeiro e julho, os auditores fiscais identificaram 208.471 declarações que precisaram ser revisadas e autuadas, um crescimento de 104,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao fazer a consulta, o contribuinte pode checar qual a pendência detectada pelos técnicos da Receita e, se for o caso, fazer uma declaração retificadora para regularizar a situação.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email