23 de maio de 2022

Revitalização de espaços valorizam bairros do norte de Manaus

Os espaços para a prática esportiva na zona norte, vão ganhar reforço, tanto que no dia 15 de setembro o governador Wilson Lima anunciou a revitalização da Arena Passarinho, que fica na avenida Tenente Roxana Bonessi, bairro da Colônia Terra Nova 3, zona norte de Manaus.

Esta é a quarta área de esporte e lazer que começa a ser recuperada pelo Governo do Amazonas, um deles – o Campo do Teixeirão – já foi completamente revitalizado e entregue à população.

Conforme o planejamento, o estado tem como objetivo promover a recuperação de novos campos, com o intuito promover o bem-estar social e a melhoria da qualidade de vida da população ao facilitar a prática esportiva.

“Esse é um espaço muito importante para a comunidade, mas também é um espaço para serem tocados projetos sociais. Isso é importante porque não é apenas a questão do esporte. Há projetos que são tocados aqui e a reunião desses jovens e dessas crianças impede, ou diminui a exposição delas à violência”, disse o governador.

Segundo a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), haverá pintura geral; recuperação de gradil, alambrados, muretas e portões; nova areia nos campos; reparo nas instalações elétricas e iluminação, revitalização da pracinha e reparos em calçadas, mureta, proteção e arquibancada.

“Há 18 anos se encontra sem nenhuma reforma, nenhum movimento por parte do poder público aqui na comunidade, exclusivamente nesse complexo esportivo. Mas acredito que com essa revitalização, vai ser muito bem aceito pela comunidade de um modo geral, vai ficar bom de caminhar, praticar esportes. A gente costuma dizer que aqui é o nosso cartão postal da comunidade”, disse o presidente da Associação dos Moradores do Terra Nova, Eraldo Araújo.

O projeto, no valor total R$ 7.303.039,72, inclui 13 campos e quadras. As equipes técnicas da Seinfra e da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) trabalham no levantamento dos espaços.

HPS Delphina Aziz  agora 100% 

Por meio dos programas Examina+, Consulta+ e Opera+, lançados pelo Governo do Estado, unidade de saúde volta a realizar atendimentos ambulatoriais, exames e cirurgias eletivas

Com o lançamento dos programas Examina+ e Consulta+, no começo do mês de outubro o Governo do Amazonas utilizará, pela primeira vez na história, 100% da estrutura do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz. A unidade, que durante a pandemia serviu como hospital de referência para o tratamento da Covid-19 atuando para a realização de atendimentos ambulatoriais, exames laboratoriais e de imagem, e realização de cirurgias eletivas.

“O nosso objetivo maior é atender àquelas pessoas que têm uma prioridade maior e também atender a fila de regulação, atender essa demanda que está reprimida em razão da suspensão das cirurgias eletivas por conta da pandemia”, disse o governador.

Somente na primeira fase do programa, a previsão é de que sejam oferecidos cerca de 54 mil exames mensalmente, por meio do Examina+. Com o Opera+, serão cerca de 12 mil consultas especializadas por mês. Já, graças ao Opera+, a previsão é de realizar 1.295 cirurgias todo o mês na unidade de saúde.

A ampliação dos serviços e o uso da estrutura completa do hospital animou a administradora Juliana Carvalho, que teve seu atendimento no setor de fisioterapia realizado graças ao Consulta+. Para ela, a iniciativa, junto a qualidade do atendimento, é uma demonstração do Governo do Estado de transparência com o investimento público e cuidado com a população.

“Eu acredito que a população tem só a beneficiar porque é um recurso do Governo, os nossos impostos que a gente está vendo com os equipamentos, estrutura, a tecnologia, o atendimento. Então hoje eu posso ver que, diferente de outros atendimentos, a gente tem aqui no hospital uma estrutura boa, ou seja, pessoas capacitadas, profissionais que possam atender o paciente da melhor forma”, diz.

Já a dona de casa Ângela Maria, conta que teve um procedimento na vesícula adiado por conta do início da pandemia. Com a retomada das cirurgias eletivas no HPS Delphina Aziz, ela se diz surpresa com a agilidade para o atendimento, realização de exames e o agendamento da cirurgia, que foi realizada no dia 07/10.

‘Outubro Rosa’ no Terminal 3

Ação da Prefeitura no T3 em alusão ao outubro Rosa – Foto: Divulgação

Como parte da programação do “Outubro Rosa”, campanha de conscientização sobre a prevenção ao câncer de mama e câncer do colo do útero, a Prefeitura de Manaus promoveu no mês de outubro uma ação de Educação em Saúde no Terminal de Integração 3 (T3), no bairro Cidade Nova, zona Norte. A atividade foi executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Distrito de Saúde (Disa) Norte, com distribuição de folders informativos e orientações para a população

Segundo a responsável pelo setor de Educação em Saúde no Disa Norte, enfermeira Paula Schmidt, a ação integrou a programação do “Outubro Rosa” que se estende por todo o mês, abrangendo locais com grande circulação de pessoas, como os terminais de integração, empresas e unidades de saúde.

 “O trabalho de Educação em Saúde é um trabalho de campo, buscando atingir o maior número de pessoas possível, para a prevenção de doenças. Na ação no T3, foi realizada distribuição de material educativo, exposição de banner, com utilização de material lúdico como forma de chamar a atenção do público sobre a prevenção ao câncer de mama e ao câncer do colo do útero”, explicou Paula Schmidt.

Para o rastreio do câncer do colo do útero, a busca ativa é para faixa etária de 25 a 64 anos com a oferta de atendimento na coleta de material para exame preventivo, disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). No caso do câncer de mama, a faixa etária para rastreio na realização da mamografia é de 50 até 69 anos de idade, disponível em unidades de saúde de referência. Mas, dependendo de outros fatores, como histórico familiar de câncer, os exames devem ser realizados de acordo com a indicação médica para cada paciente.

Educação em saúde

Ação de educação em Saúde no Novo Aleixo na Zona Norte com Participação da Secretaria Municipal Shadia Fraxe

De acordo com a chefe do setor de Educação em Saúde e Mobilização Social da Semsa, enfermeira Lilian Zacarias, as ações de Educação em Saúde ocorrem durante todo o ano, executadas pelas equipes nos Distritos de Saúde (Disas) Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, buscando promover mudança de comportamento da população, por meio do diálogo, com ações expositivas e lúdicas, como forma de estimular a adoção de hábitos saudáveis que possam melhorar a qualidade de vida e prevenir doenças.

Agentes comunitários 

Como parte das atividades de apresentação e aproximação da gestão da rede municipal de saúde, da Prefeitura de Manaus, a titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe e o subsecretário Djalma Coelho tiveram um encontro no último dia 06/10, com mais de 200 Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) que atuam no Distrito de Saúde (Disa) Leste. O encontro foi realizado no Centro Cultural Aníbal Beça, no bairro Novo Aleixo, na zona norte. 

Durante a reunião, foram discutidos assuntos de interesse dos ACSs, incluindo esclarecimentos sobre o concurso público para a área da saúde, com previsão de realização em fevereiro de 2022, aposentadoria, licença-prêmio, remuneração, composição de equipes e o modelo de financiamento das ações do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio do programa Previne Brasil.

“É uma diretriz da atual gestão encurtar as distâncias entre os profissionais que estão na administração e aqueles que estão na ponta da assistência, e esse foi apenas o primeiro encontro dos que planejamos realizar em todos os distritos de saúde e com as diferentes categorias profissionais”, explicou Shádia Fraxe.

A secretária agradeceu o empenho dos 432 ACSs do Disa Leste, destacando o papel da Estratégia Saúde da Família (ESF) no enfrentamento à pandemia e no apoio à vacinação contra a Covid-19. Shádia também enfatizou o reconhecimento do prefeito David Almeida ao trabalho dos agentes e o interesse da gestão em discutir propostas voltadas para a melhoria das condições de atuação dos agentes em seus territórios e para melhores resultados nos indicadores da saúde municipal.

Foto/Destaque: Divulgação
Reportagem de Sandro Abecassis

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email