Revitalização de áreas históricas até 2016

Atualmente, quatro espaços públicos no centro recebem obras de recuperação

O conjunto de dez obras que integram o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Cidades Históricas 2, projeto do governo federal implementado em Manaus, deverá ser concluído até o final de 2016. Atualmente, quatro espaços públicos localizados no centro da capital recebem obras de recuperação e revitalização, que devem ser entregues até o primeiro semestre do próximo ano. A previsão é que o projeto receba investimentos de R$33,7 milhões, dos quais R$15 milhões já foram liberados. As informações são do PAC Cidades Históricas de Manaus.
O programa prevê a revitalização de dez pontos históricos, incluindo praças, prédios e monumentos. Deste total, seis projetos foram elaborados pelo Implurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano) – que são: Praça da Matriz, entorno do Mercado Adolpho Lisboa, Praça Tenreiro Aranha, Praça Adalberto Vale, Pavilhão Universal e Hotel Cassina. Deste grupo, somente o Pavilhão Universal e o Hotel Cassina ainda não tiveram as obras iniciadas.
Os demais projetos foram desenvolvidos pela ManausCult (Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos) – Biblioteca Municipal, prédio da antiga Câmara Municipal, Praça Dom Pedro 2º e o Museu do Homem do Norte, antigo Corpo de Bombeiros, que dará lugar à Pinacoteca Municipal. Estas ementas aguardam o parecer técnico do Iphan.
Para que as revitalizações iniciem, os projetos precisam ser aprovados pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) do Amazonas e ainda pelo Iphan-DF. Os recursos são repassados pela CEF (Caixa Econômica Federal).
De acordo com a assessoria de comunicação do PAC Cidades Histórica de Manaus, o projeto para a restauração do Pavilhão Universal, elaborado pelo Implurb, está aprovado mas aguarda o início da licitação para a escolha da empresa que realizará as obras.
A proposta de revitalização do Hotel Cassina está pendente com a emissão do documento de posse que deve ser entregue pelo governo do Estado.

Priscila Caldas
[email protected]

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email