Reunião entre Amazonastur e American Airlines pauta sobre suspensão de voos

Pegos de surpresa com o anúncio da suspensão de voos entre Manaus e Miami por parte da companhia American Airlines, a Amazonastur (Empresa Estadual de Turismo do Amazonas), se reuniu na tarde desta terça-feira (27), com a cúpula da empresa para entender as razões do cancelamento das operações sem que o segmento no Amazonas fosse previamente comunicado. 

De acordo com o titular da Amazonastur, Sérgio Litaiff, a reunião foi bastante proveitosa e saiu bastante satisfeito após expor todas as ações e estratégias de planejamento de retomada e avanço do turismo no Amazonas por parte da Amazonastur como captação das feiras internacionais, do old show que está sendo organizado neste segundo semestre nos EUA, além da participação do Amazonas na Expo Dubai na semana de abertura, tendo a gastronomia um coquetel de abertura, com jantar para as autoridades representando a Amazônia brasileira juntamente com a Embratur. Também o alinhamento de mídias internacionais em vários mercados. “São diversas ações que também já estão ajustadas e que nos pegam de surpresa com essa notícia da American Airlines já que buscamos esse atrativo nos EUA”. 

O presidente da Amazonastur aproveitou para enfatizar para a companhia que a vacinação no Estado está bem avançada. Informações que segundo ele, a companhia aérea não tinha  e que ficou de levar para todo o corpo jurídico e de direção da empresa e deve rever a decisão. “Em duas a três semanas terá uma nova reunião na qual ele já vai ter essa articulação  com os superiores da empresa para que a gente tenha a possibilidade dessa retomada do voo a partir de 2022 ou quem sabe tenhamos uma novidade ainda mais célere”, declara Litaiff complementando que o segmento está buscando outras alternativas para sanar a perda.

Decisão

Os impactos da Covid, acrescido do fechamento das fronteiras, associados à redução na demanda  são atribuídos à decisão anunciada pela American Airlines. Com a suspensão, os voos antes ofertados a partir de Manaus serão transferidos e sairão de São Paulo e do Rio de Janeiro. Conforme a companhia aérea, a partir de 7 de outubro a empresa reforçará o serviço de São Paulo (GRU) para Miami (MIA) com 14 frequências por semana.

Em nota a companhia aérea informou o seguinte: “Devido à redução da demanda como resultado da pandemia COVID-19, tomamos a difícil decisão de suspender o serviço para Manaus (MAO) a partir de 2 de novembro de 2021. Estamos entrando em contato com os clientes com reservas nos voos afetados para oferecer novas opções de viagem”.  

Ainda conforme a nota, a empresa reforça o compromisso de mais de 30 anos com o mercado brasileiro e continuaremos atendendo o país com voos partindo de São Paulo e do Rio de Janeiro. A partir de 7 de outubro, aumentaremos nosso serviço de São Paulo (GRU) para Miami (MIA) com 14 frequências por semana. Além disso, nossas frequências GRU – Dallas/Fort Worth (DFW) e GRU – Nova York (JFK) passarão a ser diárias. Nosso atendimento do Rio de Janeiro (GIG) e MIA, que atualmente operamos três vezes por semana, também passará a ser diário.

Por dentro

Em março de 2020, a American Airlines anunciou a primeira suspensão dos voos operados a partir de Manaus. As operações somente foram retomadas em janeiro de 2021. Em abril deste ano, um novo anúncio de suspensão do serviço com previsão para retomada em novembro de 2021.

Por sua vez, a Gol e Azul  também seguem sem data para operar de Manaus ao exterior

Após o cancelamento do serviço da American Airlines apenas duas rotas devem voltar a ligar a região Norte aos EUA (Estados Unidos), uma da Gol partindo de Manaus para Orlando, e outra, operada pela Azul Linhas Aéreas, com saída de Belém para Fort Lauderdale (Miami). O retorno dos dois voos segue sem data definida para acontecer.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email