18 de abril de 2021

Resultado no ano bate recorde e é quase 4 vezes maior que em 2011

Os depósitos feitos em cadernetas de poupança ao longo deste ano superaram os saques em R$ 40,513 bilhões, valor recorde na série histórica do BC, iniciada em 1995

Os depósitos feitos em cadernetas de poupança ao longo deste ano superaram os saques em R$ 40,513 bilhões, valor recorde na série histórica do BC, iniciada em 1995. Os dados da chamada captação líquida da poupança até novembro foram divulgados na quinta-feira (6), pelo Banco Central (BC).
O resultado até novembro já supera o recorde anterior da série história registrado em 2010 (R$ 38,681 bilhões).
Isso aconteceu apesar da mudança nas regras da poupança, determinadas em maio deste ano. De acordo com as novas regras, a aplicação passou a render menos desde que a Selic (taxa básica de juros) caiu para 8,5%, no final de maio.
O resultado é bastante superior ao alcançado no mesmo período do ano passado. Em igual período de 2011, a captação líquida da poupança havia ficado em R$ 10,596 bilhões. Em todo o ano passado, a captação líquida ficou em R$ 14,186 bilhões.
Somente em novembro, os depósitos em poupança superaram as retiradas em R$ 4,086 bilhões, na maior captação líquida para o mês desde 2009, quando o resultado ficou em R$ 4,469 bilhões.
O dia com melhor resultado foi 30 de novembro, com registro de R$ 3,643 bilhões. No dia 30, terminou o prazo para o pagamento da primeira parcela do 13º salário.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email