Restauração do Tropical Hotel avança

Um grupo de 300 trabalhadores estão atuando no processo de reforma e construção do Tropical Hotel. O trabalho envolve as áreas do zoológico, ampliação do estacionamento, reforma das quadras de tênis e o ginásio de eventos. No projeto de construção, a novidade é a implantação do restaruante que terá vista panorâmica para o rio Negro, 

Em processo de reforma desde o mês de julho deste ano, o Tropical Hotel, arrematado pelo grupo Fametro, está com as obras a todo vapor.  Além dos recursos próprios a serem aportados para garantir a reforma do empreendimento, a Fametro conversa com possíveis parceiros e investidores interessados em apoiar a restauração.

Previsto para voltar à ativa a partir de dezembro de 2022, a expectativa é gerar mais de mil empregos diretos quando o hotel estiver funcionando e, consequentemente, movimentar a economia local. 

De acordo com a gestora, o investimento do grupo no hotel quer resgatar a missão descrita na placa de inauguração do complexo, que está relacionado com o desenvolvimento da economia regional e a sustentabilidade. “Nossa Amazônia é muito rica em biodiversidade, na cultura, na culinária e, por isso, acreditamos no segmento de turismo. Uma novidade do que estamos sonhando são os espaços gastronômicos. Um dos restaurantes terá vista panorâmica para o rio Negro”, revelou a gestora.

Além de apreciar a vista do majestoso rio, os visitantes do novo Tropical da Amazônia poderão visitar o zoológico do espaço, que será reaberto. Com as mudanças nas instalações, o grupo pretende contratar mão de obra local, dando oportunidade para mais de três mil pessoas.

Reescrever a história do turismo no Amazonas é um dos objetivos do grupo com a compra do hotel, que conta com o projeto da arquiteta Marilia Pellegrini. A arquiteta, que é reconhecida por seus projetos residenciais e edifícios na área contemporânea, inovará na reforma, mas sempre priorizando as raízes da cultura amazônica, explica a direção da Fametro.

Espera

Desde que o destino do empreendimento foi traçado com a proposta de manter o desenvolvimento do turismo na região, representantes do segmento consideram o momento como um passo importante para o trade turístico do Estado. “É de fundamental importância para o turismo receptivo regional bem como para todo o trade turístico do Amazonas. Nos dá um grande incentivo e esperança em um momento muito difícil pelo qual o turismo atravessa a nível mundial”, considera Glória Santos Reynolds, diretora Receptivo Abav – Ecosight.

A expectativa de reinauguração do Tropical Hotel é muito grande. Um sonho realizado e a certeza de alavancar o turismo e, ao mesmo tempo,  sair desta situação tão difícil, trazendo de volta um hotel que representa o Amazonas em todo o mundo . “Tenho certeza que eles podem trazer de volta todo o charme, elegância e serviço personalizado que o hotel já teve e pelo qual se tornou famoso”. 

O presidente da Abih-AM (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Amazonas), Roberto Bulbol, disse que a expectativa com a volta das operações para o setor é a melhor possível. “Temos certeza que ele vai reabrir mais exuberante. Com a rapidez no planejamento de reinauguração anunciado pelos novos administradores, podemos esperar uma ocupação significativa”, conclui.

Aquisição 

O Tropical Hotel foi arrematado pelo grupo Fametro por pouco mais de R$ 91 milhões, na última quarta-feira (11), de  forma virtual determinado pela  4ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, após  duas tentativas de negociações frustradas. 

Um dos hotéis mais luxuosos da Amazônia enquanto esteve no auge, o Hotel Tropical foi inaugurado nos anos 70. Fazia parte do grupo Varig, que, na época, era a principal empresa aérea do Brasil. O estabelecimento veio a falência e deixou de receber visitantes em maio do ano passado.

Símbolo do turismo no Amazonas 

Tendo recebido hóspedes célebres, como o príncipe britânico Charles, a princesa Diana, o ex-presidente americano Bill Clinton, os ex-presidentes Michel Temer, Dilma Rousseff, Lula e Fernando Henrique Cardoso, o cantor britânico Elton John, o escritor colombiano Gabriel García Márquez e o craque Pelé –, o Tropical Hotel também já passou por avaliação da estrutura física e por limpeza. A ideia é recuperar o espaço construído pelo Grupo Varig, que conta com pouco mais de 235 mil metros quadrados.

Inaugurado em março de 1976, na presença do então presidente Ernesto Geisel, o local – que é rodeado pela floresta, com vistas para o rio –já foi considerado o maior complexo hoteleiro da América do Sul à época de sua estreia. Em maio de 2019 foi desativado, deixando para trás 611 habitações, quadras de tênis, ginásio poliesportivo, praia privativa e até um zoológico particular.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email