Representantes do Bric devem discutir economia

Representantes dos pa­­íses que compõem o Bric Brasil, Rússia, Índia e China vão se reunir em abril, em Brasília, e deverão concentrar os debates nas questões financeira e econômica. A ideia é que ocorra uma cooperação entre os quatro países. Em comum, há o fato de a crise econômica mundial de 2009 ter afetado de forma menos marcante essas regiões. Também estará em pauta a cooperação energética.

Depois reuniões em Pequim, o subsecretário de Assuntos Políticos do Ministério de Relações Exteriores, Roberto Jaguaribe, disse Xinhua, agência oficial de notícias da China, que há um esforço coletivo para buscar minimizar os efeitos da crise financeira internacional em todos os países.
Em face da crise financeira mundial, os quatro países executaram bem e percebi a importância de uma maior cooperação, disse Jaguaribe, que pretende visitar a Rússia e a Índia para ampliar as conversas.

O diplomata foi a China para participar da preparação do encontro de Brasília. Segundo ele, há um desejo de todos os integrantes do Bric de buscar um progresso gradual na economia. De acordo com Jaguaribe, não há conflitos, nem ameaças a outras nações na parceria dos quatro países. Ele disse que os países em desenvolvimento na África, na América Latina e no Sudeste Asiático também desempenham papel preponderante no crescimento da economia mundial.

Primeira cúpula

A primeira cúpula do Bric foi realizada em Ecaterimburgo, na Rússia, em junho do ano passado. O grupo foi criado em 2001 e apresenta perspectivas de avanços, considerando que, além da importância econômica, a tendência é de que aumentem sua influência política e militar. A Rússia, a China e a Índia são potências militares, diferentemente do Brasil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email