Representantes das cidades-pólos no Estado debates calendário 2007

O governo do Amazonas por meio da Amazonastur (Empresa Estadual de Turismo) reuniu na quinta-feira, na sede do Sebrae-AM (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) representantes dos municípios de Bacelos, São Sebastião do Uatumã, Presidente Figueiredo e Careiro, além de operadores de pesca esportiva do Estado para discutir o calendário da temporada da pesca esportiva do Amazonas 2007 e 17campeonatos a serem realizados nas comunidades do entorno de onde se pratica a atividade.
Um dos temas da pauta da reunião foi a apresentação do case 2006 de São Sebastião do Uatumã e o Projeto do Campeonato de Pesca Esportiva de 2007, que está previsto acontecer em outubro próximo.
Segundo a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, o governo do Estado identificou a necessidade de consolidar este segmento, buscando inserir suas atividades nas ações do PNDPA (Programa Nacional de Desenvolvimento da Pesca Amadora) a partir de três iniciativas: diagnóstico de pesca ou prospecção pesqueira –com o objetivo de avaliar o potencial da área pretendida à prática de pesca amadora; oficina de sensibilização, voltada às comunidades ribeirinhas para a importância do turismo de pesca como fator de desenvolvimento econômico, geração de renda e conservação ambiental; e oficinas de treinamento de guias de pesca.
A iniciativa têm como objetivo o treinamento e capacitação de piloteiros de barcos das comunidades ribeirinhas para desenvolver a atividade de condutores de pesca esportiva.
Oreni Braga destacou que a pesca esportiva desenvolvida com responsabilidade, não é apenas uma atividade de lazer, mas um segmento turístico capaz de gerar desenvolvimento em áreas remotas, substituindo atividades econômicas que degradam o meio ambiente por ações que gerem emprego e renda para as comunidades tradicionais e ribeirinhas.
“Consequentemente, esse estímulo vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida destas populações, fortalecendo, ainda, outras atividades de apoio à promoção do turismo de pesca, à conservação do meio ambiente, assegurando a sustentabilidade dos recursos humanos, naturais e culturais”, disse.

Tucunaré é espécie mais procurada

Com mais de 2.000 espécies de peixes catalogados, o Amazonas é o roteiro ideal para a prática da pesca esportiva, sendo que dentre as espécies mais procuradas estão o tucunaré-açú (Cichla termensis), considerado o peixe mais esportivo do mundo –encontrada principalmente na bacia do rio Negro–, o aruanã (Osteoglossum bicirrhosum), a pirarara (Practocephalus hemiliopterus), a piraíba (Brachyplathystoma filamentosum) e o apapá (Pellona castelnaena).
Um dos principais pólos da pesca esportiva no Estado do Amazonas é o município de Barcelos, no rio Negro, distante 656 quilômetros (via fluvial) de Manaus, cuja temporada de pesca acontece de dezembro a fevereiro. Existem ainda outros pólos procurados por pescadores, tais como Silves, Parintins, Maués, Autazes, Presidente Figueiredo, Careiro e São Sebastião do Uatumã.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email